Busca avançada
Ano de início
Entree

Especificidade a epítopos e atividade de neutralização melhoradas por adjuvantes de anticorpos direcionados à proteína de envelope do vírus dengue

Processo: 17/19593-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luis Carlos de Souza Ferreira
Beneficiário:Luis Carlos de Souza Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/17595-0 - Novas pesquisas vacinais baseadas em proteínas recombinantes do vírus dengue, AP.R
Assunto(s):Vacinas  Adjuvantes 

Resumo

As toxinas termo-lábeis (LT) produzidas por Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC) apresentam efeitos adjuvants direcionados a antígenos coadministrados, gerando aumento de produção de anticorpos séricos. Apesar do extenso conhecimento sobre as propriedades adjuvantes de derivados de LT, incluindo formas mutantes não tóxicas, pouco é conhecido sobre a capacidade desses adjuvantes de modular a especificidade a epítopos de anticorpos antígeno-específicos. O presente estudo caracteriza o papel de LT e sua subunidade B não tóxica (LTB) na modulação de respostas humorais a um antígeno coadministrado, domínio III da glicoproteína de envelope (EDIII) do vírus dengue (DENV), que liga a receptores de superfície e medeia entrada do vírus em células hospedeiras. Em contraste a formulações contendo alúmen ou sem adjuvante, anticorpos induzidos em camundongos imunizados com LT ou LTB mostraram efeitos de neutralização viral, os quais não foram associados à modulação de subclasses nem a afinidade ao antígeno. Análises de imunoassinatura, no entanto, revelaram que anticorpos EDIII-específicos induzidos por LT demonstram padrões de reconhecimento a epítopos distintos em relação a anticorpos produzidos em camundonsgos imunizados com EDIII com ou sem alúmen. Particularmente, as análises levaram a identificação de um epítopo específico à EDIII localizado entre as alças EF e FG, que estão envolvidas com a entrada de DENV em células eucarióticas. Tais resultados demonstram que LT e LTB modulam a especificidade antigênica de anticorpos gerados após imunização com antígenos coadministrados que, no caso de EDIII, foi associada com indução de resposta humoral neutralizante. Esses resultados abrem perspectivas para o desenvolvimento mais racional de vacinas com efeitos protetores potencializados contra infecções causadas por DENV. (AU)