Busca avançada
Ano de início
Entree

Tenébrio (Tenebrio molitor) em rações para frangos de corte: propriedades nutracêuticas, digestibilidade e desempenho

Resumo

O uso de insetos na indústria animal é uma alternativa promissora por aliar valor nutritivo, propriedades nutracêuticas (peptídeos antimicrobianos) e sistemas de criação eficientes e mais sustentáveis (menor necessidade de água, espaço e utiliza sub-produtos como substrato). Adicionalmente, os peptídeos antimicrobianos de insetos são efetivos contra vários patógenos sendo ainda moduladores da resposta imune e por isso vêm ganhando notoriedade. Aves têm naturalmente o hábito de comer insetos de diversos tipos ao longo de toda a sua vida e a entomofagia pode representar mais de 30% do todo o alimento ingerido. Mesmo assim, até o presente, informações sobre os efeitos dos peptídeos antimicrobianos na saúde, na digestibilidade dos nutrientes e os benefícios no desempenho produtivo de aves alimentadas com insetos são escassas e pouco exploradas. Dentre as mais de 2000 espécies de insetos comestíveis, o tenébrio (Tenebrio molitor) ocupa posição de destaque pela ampla distribuição no Brasil e no mundo, boa conversão alimentar, facilidade de criação, necessitam de 20% de proteína bruta no substrato, se desenvolvem em resíduos vegetais e animais diversos e produz quatro tipos de peptídeos antimicrobianos (tenecins 1, 2, 3 e 4) efetivos contra bactérias Gram-negativas e Gram-positivas e também capazes de modular a resposta imune. Ao final de 4-5 meses de criação o inseto termina com conteúdo proteico entre 47-60% na matéria seca. Por fim, o presente projeto de pesquisa se propõe a investigar os efeitos do tenébrio (Tenebrio molitor), na forma de farinha, em rações para frangos de corte. projeto prevê três diferentes abordagens do uso da farinha de tenébrio na alimentação de frangos de corte: a) ensaio de preferência (consumo) alimentar, b) digestibilidade de nutrientes da farinha de insetos e c) desempenho e propriedades nutracêuticas capazes de melhorar a resposta imune e a saúde intestinal das aves. O consumo e a preferência relativa entre tenébrio, milho e farelo de soja será investigada a fim de nortear o nível de inclusão da farinha de tenébrio em dietas para as aves. Em seguida, um ensaio de metabolismo e digestibilidade ileal de aminoácidos será realizado para avaliar o valor nutritivo da farinha de tenébrio. Por fim, um experimento de desempenho de 1-42 dias será realizado com diferentes níveis de inclusão da farinha de tenébrio. No experimento de desempenho, as aves serão submetidas a injeções intraperitoneais de LPS de E. coli como desafio imune. Amostras de sangue e intestino serão coletadas para caracterização da microbiota intestinal, atividade da lisozima, atividade superóxido dismutase, atividade hemolítica do complemento e atividade bactericida. Dessa forma, a resposta imune inata e a resposta antioxidante fornecerão uma perspectiva das pontenciais propriedades nutracêuticas da farinha de tenébrio. Por fim, os resultados irão fornecer bases científicas para iniciar discussões da viabilidade do uso de tenébrio em dietas para frangos de corte no Brasil. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO FILHO, MARCOS ANTONIO; PEREIRA, RAQUEL TATIANE; SANTOS DE OLIVEIRA, ANA BEATRIZ; SUCKEVERIS, DIANA; BURIN JUNIOR, ALVARO MARIO; MASTRANGELO, THIAGO DE ARAUJO; DA COSTA, DIEGO VICENTE; MACHADO MENTEN, JOSE FERNANDO. Cafeteria-Type Feeding of Chickens Indicates a Preference for Insect (Tenebrio molitor) Larvae Meal. ANIMALS, v. 10, n. 4 APR 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.