Busca avançada
Ano de início
Entree

O desafio das mudanças ambientais globais no Antropoceno: ênfase nas questões das dimensões humanas das mudanças climáticas (Brasil, China e Moçambique)

Processo: 17/06347-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Leila da Costa Ferreira
Beneficiário:Leila da Costa Ferreira
Instituição-sede: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):19/17490-7 - Dimensões humanas das mudanças climáticas no Sul Global, PUB.LVR.BR
Assunto(s):Sociologia ambiental  Mudanças ambientais globais  Mudança climática  Fatores de risco  Antropoceno  Brasil  Moçambique  China 

Resumo

As atividades humanas estão no centro das discussões sobre as mudanças ambientais globais, configurando-se como desafios sem precedentes às sociedades contemporâneas, na transição para o Antropoceno. Esse projeto se insere no debate das dimensões sociais e políticas das mudanças climáticas, concentrando-se na questão de como a sociedade responde aos riscos decorrentes dessas mudanças. No âmbito da compreensão das dimensões sociais e políticas das mudanças ambientais globais sob a ótica da sociedade de risco, esse projeto tem como objetivo investigar a trajetória pela qual o Brasil, a China e Moçambique têm internalizado a problemática ambiental, especialmente no que diz respeito às mudanças climáticas, analisando três esferas sociais fundamentalmente presentes e relevantes neste processo: a esfera governamental, da comunidade científica e da sociedade civil organizada. Do ponto de vista teórico, propõe-se uma análise intercruzada capaz de fomentar o diálogo entre e sociologia ambiental, a teoria social e sustentabilidade e a sociologia das mudanças climáticas. A fim de cumprir os objetivos apresentados neste projeto de pesquisa, serão adotados diferentes métodos de investigação, incluindo a análise de fontes e dados primários e secundários, pesquisa bibliográfica e pesquisa documental, e a realização de entrevistas semiestruturadas com agentes governamentais, agentes científicos e representantes da sociedade civil organizada relevantes para as questões abordadas no projeto. (AU)