Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da polimerização catiônica de óleos vegetais insaturados e aplicação como matriz em biocompósitos com celulose bacteriana

Processo: 17/16062-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Talita Martins Lacerda
Beneficiário:Talita Martins Lacerda
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Pesq. associados:Alessandro Gandini ; Eliane Trovatti
Assunto(s):Biomateriais compósitos  Polimerização  Celulose bacteriana  Nanocristais  Óleos vegetais  Álcool furfurílico 

Resumo

O desenvolvimento de novos materiais poliméricos baseados em fontes renováveis de matéria-prima e em processos ecologicamente benignos vem sendo motivado pela crescente preocupação atual com a sustentabilidade. Uma série de materiais e substâncias com conotação renovável, incluindo celulose, amido, proteínas, óleos, açúcares e derivados furânicos, têm recebido grande atenção neste contexto, sendo que os óleos vegetais se destacam pelo grande potencial de aplicação em reações de modificação química e posterior polimerização para o desenvolvimento de novos materiais de interesse. Adicionalmente, os polímeros furânicos constituem uma grande família de materiais macromoleculares de caráter renovável e com vasta possibilidade de aplicações. O presente projeto visa preparar materiais compósitos inéditos, com alto potencial de aplicação e totalmente derivados de recursos renováveis, seguindo estratégia que possui elevado grau de originalidade em relação aos trabalhos descritos até o presente momento. O desenvolvimento do projeto encontra-se dividido em três partes principais, sendo (i) o uso de mecanismo catiônico para polimerização de diferentes óleos vegetais insaturados e de misturas de óleos vegetais insaturados e álcool furfurílico para produção de materiais entrecruzados com propriedades ajustáveis; (ii) a produção de celulose bacteriana e de nanocristais a partir dela; e (iii) a associação de ambos materiais para a produção de biocompósitos. As propriedades destes materiais serão então avaliadas pelas técnicas instrumentais pertinentes. Pretende-se, assim, associar a originalidade da matriz óleo vegetal/álcool furfurílico com as excelentes propriedades mecânicas apresentadas pela celulose bacteriana, para o desenvolvimento de materiais inéditos e com caráter puramente renovável. (AU)