Busca avançada
Ano de início
Entree

Polarização e moralização do debate político nas redes sociais e nas ruas

Processo: 15/24511-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: MCTI/MC
Pesquisador responsável:Marcio Moretto Ribeiro
Beneficiário:Marcio Moretto Ribeiro
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Pablo Ortellado
Bolsa(s) vinculada(s):18/24908-5 - Monitor do debate político audiovisual online, BP.TT
18/09456-0 - Monitor do debate político no meio digital, BP.TT
Assunto(s):Estudos culturais  Debate político  Polarização  Mobilização política  Internet  Redes sociais 

Resumo

Esse projeto busca verificar e analisar o processo de polarização do debate político veiculado nas redes sociais e entender sua relação com a dinâmica de mobilização política. Partimos da hipótese -- a ser verificada -- de que, nos últimos anos, o discurso das elites políticas (num sentido alargado) passou por um processo de moralização e consequente polarização que alguns analistas chamaram de "guerras culturais". Essa moralização se expressaria tanto na emergência de temas morais no debate político (endurecimento penal, legalidade do consumo de drogas e a naturalidade dos papéis de gênero e das relações homoafetivas), como na forma de abordagem dos problemas sociais. A moralização do discurso faria com que as escolhas políticas não se baseassem mais nos seus efeitos que poderiam ser julgados em termos de ganhos em liberdade ou justiça, mas passariam a ser feitas pela aderência a visões de mundo morais (punitivas ou compreensivas). Como essas visões de mundo são incomensuráveis, o resultado do processo de moralização do discurso político seria uma polarização crescente. Para verificar essa hipótese, pretendemos analisar o discurso político veiculado por duas redes sociais (Twitter e Facebook) e mensurar as atitudes políticas de manifestantes nas ruas, tentando entender se há correspondência entre a moralização do debate mediado por redes sociais e a moralização da mobilização política. Pretendemos analisar o debate político nas redes sociais de duas maneiras: quanto às modalidades discursivas adotadas e quanto a dinâmica de interação e formação de clusters. Mediremos a polarização do grafo formado pelas publicações relevantes, aquelas associadas a temas morais, ligados por arestas com pesos dados pelo número de usuários em comum que curtiu ou compartilhou a mesma publicação. A medição será feita usando métricas usuais da literatura como grau de modularização. Quanto à mobilização de rua, pretendemos aplicar questionários medindo as atitudes políticas dos manifestantes quanto a questões políticas morais e abordagens morais de questões sociais. Nossa hipótese é que as guerras culturais levaram a uma polarização do debate político que tem contribuído para um processo de mobilização antagônica na qual o espaço de resolução e articulação política das diferenças é muito reduzido. (AU)