Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de dispositivos supercondutores quânticos para o estudo de estados quânticos de movimento em sistemas eletromecânicos híbridos

Processo: 17/08602-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Francisco Paulo Marques Rouxinol
Beneficiário:Francisco Paulo Marques Rouxinol
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesq. associados:Amir Ordacgi Caldeira ; Frederico Borges de Brito ; Jose Alexandre Diniz
Auxílios(s) vinculado(s):17/22035-1 - EMU concedido no processo 2017/08602-0: diluidor de refrigeração, AP.EMU
17/22037-4 - EMU concedido no processo 2017/08602-0: sistema de deposição de alumínio por feixe de elétrons em sistema de ultra-alto vácuo, AP.EMU
Assunto(s):Computação quântica  Sistema quântico  Materiais supercondutores  Sistemas microeletromecânicos  Ressonador micromecânico  Bit quântico  Informação quântica 

Resumo

Nas duas últimas décadas, importantes avanços foram feitos em sistemas com comportamentos quânticos em escala mesoscópica e nanoscópica. Estes estudos foram impulsionados por uma grande variedade de motivações, muitos deles de natureza fundamental como estudos da decoerência, de emaranhamento e medição, e alguns de importância em aplicações, como o desenvolvimento de dispositivos para uso em arquiteturas para informação quântica e sensoriamento de pequenos sinais. Estas linhas de pesquisa foram importantes para o progresso do estudo de novos sistemas quânticos híbridos. Nesta proposta de pesquisa para o Programa de Jovens Pesquisadores FAPESP o proponente descreve um projeto para o desenvolvimento de nova linha de pesquisa para estudar sistemas híbridos quânticos. Como objetivo geral, o projeto para este novo grupo de pesquisa, abrirá portas, no Brasil, para estudos utilizando o estado da arte de circuitos supercondutores e tecnologias de qubits como banco de ensaio para investigar decoerência, medição quântica, ou emaranhamento em novos regimes. Para citar um objetivo mais concreto e imediato, se pretende medir os autoestados de energia de um nanoressonador mecânico e o estado emaranhado dispersivo de nanoressonadores mecânicos acoplados a qubits supercondutores, com potencial de nuclear uma rede de colaboração com outras instituições nacionais e internacionais. (AU)