Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto ambiental na substituição de combustível automotivo convencionalpor GNV - caso de caminhões de coleta de lixo

Processo: 17/14681-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Edmilson Moutinho dos Santos
Beneficiário:Edmilson Moutinho dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50279-4 - Brasil Research Centre for Gas Innovation, AP.PCPE
Assunto(s):Transporte urbano  Energia 

Resumo

Transporte sustentável pode ser definido como aquele que suporta, simultaneamente, o crescimento econômico de longo prazo, o bem estar social, e a proteção do meio ambiente. A aplicação deste conceito demanda uma infraestrutura economicamente viável que promova uma operação acessível e segura e reduza os impactos negativos locais e globais. Norteado por esta visão, o objetivo deste livro foi estudar como os conceitos modernos de transporte sustentável convergem com as estratégias de utilização do gás natural veicular no transporte como substituto ao óleo Diesel.Observou-se, através da literatura científica, que a eficiência energética do uso do gás natural em motores ottolizados apresenta desvantagens, em comparação com o diesel. Contudo, as abundantes reservas de gás natural, no mundo e no Brasil, levam ao reconhecimento do gás como uma solução de energia aceitável para o setor de transportes, desde que seja fornecido com condições técnicas adequadas, e viáveis econômica e ambientalmente. Os benefícios da substituição do óleo diesel por gás natural trazem, não apenas benefícios ao clima, através de menores emissões de GEE, mas a todos os segmentos da sociedade por se tratar de um combustível com combustão mais limpa (menos poluentes) e mais barato (por unidade de energia). Outra vantagem dos veículos a GNV é que eles podem ser utilizados como ponte para combustíveis mais limpos e renováveis, como o hidrogênio e/ou biogás. Além da revisão bibliográfica do mencionada anteriormente, este livro abordou também o conceito de "corredores azuis" (do inglês, Blue Corridors), que são rotas para veículos pesados, abastecidos com gás natural veicular (GNV). A análise permitiu concluir que florescimento de frotas a GNV locais, como caminhões de lixo, ônibus de transporte público e veículos de entrega possui grande sinergia com este conceito.Os autores estudaram experiências internacionais de utilização de GNV em veículos de transporte urbano, especialmente caminhões de lixo. Por conta das características apresentadas, observou-se que o gás natural é muito valorizado nestes casos, sendo sempre considerado como a primeira opção quando se busca um substituto para o óleo diesel. Destacam-se as iniciativas em diversas cidades dos EUA, Portugal, Espanha, Canadá e Suécia (no caso biogás liquefeito). Este estudo desenvolveu uma simulação da substituição da frota de 30 de caminhões de coleta de lixo à óleo diesel por GNV na cidade de Sorocaba. Os resultados apontam que seria possível reduzir as emissões de cerca de CO2 em 469 toneladas anualmente, pois o GNV é 23% mais limpo que o diesel. A qualidade do ar da cidade também poderia ser melhorada, pois a emissão de poluentes atmosféricos também seria reduzida: 98,6% para o CO, 48% de MP, 35% de NOx e 100% nas emissões de HC e SOx.Para a materialização deste cenário, os pesquisadores aplicaram questionários e fizeram entrevistas com representantes de montadoras e convertedoras, de modo a avaliar as soluções tecnológicas disponíveis no Brasil. Montadoras internacionais, como IVECO, MERCEDES, MAN e SCANIA, já possuem linhas de montagem no país, porém não atendem demandas nacionais, uma vez que há um desconhecimento de frotistas brasileiros destas tecnologias. A possibilidade de conversão dos veículos convencionais para o GNV também é uma solução amplamente viável (ottolização), que permite injeção de 100% de gás natural purificado. Há ainda a tecnologias Dual Fuel que permitem a utilização de GNV em conjunto com outros combustível, tais como Etanol ou Diesel.Essas adaptações exigem o conhecimento do tipo de operação que será realizada pelo veículo, as garantias oferecidas pelas fabricantes e a logística de distribuição do combustível. Estas são questões importantes, que ainda não estão totalmente equacionadas. Sorocaba encontra-se em posição privilegiada para implantação de projetos pioneiros para o uso de gás em frotas cativas, como caminhões de coleta de lixo e ônibus urbanos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.