Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de radiação de marcação auxiliar para um reconhecedor de armas e gestos potencialmente hostis

Processo: 16/20635-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Moacyr Cardoso de Mello Filho
Beneficiário:Moacyr Cardoso de Mello Filho
Empresa:Moacyr Cardoso de Mello Filho - Pesquisa e Desenvolvimento - ME
Município: Cotia
Pesq. associados: Walter Eduardo Assmann
Assunto(s):Visão computacional  Aprendizado computacional  Inteligência artificial  Sistemas de alerta  Reconhecimento de padrões  Sensores inteligentes  Vigilância da população 

Resumo

Atualmente diversas pesquisas buscam desenvolver instrumentos auxiliares à segurança individual, coletiva ou de locais específicos. A aplicação de tecnologia de ponta é cara e, geralmente, restrita a produção por grandes corporações. No entanto, com a disseminação de conhecimento nas áreas de reconhecimento de padrões e sensores em faixas de radiação promissoras, é possível aplicar tecnologias avançadas em soluções de baixo custo. Nossa proposta visa pesquisar, e futuramente, construir e comercializar um produto tecnológico avançado para o reconhecimento automático de ameaças à segurança. Esse sistema de segurança se enquadra na categoria de alerta antecipado e pode ser classificado como Reconhecimento Automático de Ameaça (Automatic Threat Recognition - ATR), uma categoria que pertence ao domínio mais geral de reconhecimento de padrões. Um Sistema de Alerta Antecipado: É de grande valor ser capaz de receber um alerta sobre uma situação de ameaça. Apesar do alerta ser apenas uma parte da defesa pessoal ou coletiva, esta é uma parte essencial. Qualquer sistema de resposta a uma ameaça se beneficia de um alerta antecipado. Os sistemas de segurança mais comuns se baseiam na participação humana com o objetivo de vigilância, isto é, está baseado na capacidade humana de reconhecer a ameaça. No entanto é notória a dificuldade de manter-se uma vigilância adequada, com o mesmo grau de atenção, durante as 24 horas por dia, todos os dias. Sem dúvida o reconhecimento humano da situação de ameaça é bastante eficiente, mas em contrapartida a atenção humana é extremante variável e a natureza desse tipo de evento, muito esporádico comparado à sua duração, torna a vigilância humana de muito baixa qualidade. Acrescente-se a isso o fato de que a maioria dos sistemas de vigilância de baixo custo apenas registram os fatos ocorridos, ou empregam técnicas simples de detecção de movimento, o que limita sobremaneira a sua utilidade. Associada à necessidade de emprego de mão de obra humana, esses sistemas não merecem, portanto, a popularidade que possuem. Um sistema automático elimina o "fator tédio" e permite focar em gestos ou objetos específicos que desejamos monitorar. Nosso objetivo é criar um produto que possa se inserir na cadeia de valor dos sistemas de alerta antecipado e, principalmente, atender às peculiaridades de nosso país, onde a ameaça associada a roubo ou assalto é muito mais provável do que a ameaça terrorista em ambientes controlados. Concepção do Produto: O futuro produto é um sensor automático inteligente, parametrizável, para detecção de gestos e objetos potencialmente hostis. Com aspecto semelhante a uma câmera de vigilância, o sensor monitora initerruptamente sua área de cobertura e reconhece posições, armas e objetos quando são expostos diretamente ao seu raio de ação. Como resposta emite um alerta, que pode ser usado por um sistema de vigilância existente ou pode ser comunicado, por exemplo, através da rede de celulares, a um número escolhido. Na sua forma básica, além de se inserir na cadeia de valor de um sistema de vigilância, o produto deverá fornecer um alerta padrão para ser usado através da rede wireless ou telefônica. O sistema é um detector automático de objetos para aplicações de segurança e vigilância, em locais internos ou externos. O sistema poderá trabalhar em várias faixas de radiação de maneira ativa e/ou passiva, sem auxílio de operação humana. Poderá acoplar-se a um sistema de vigilância já existente ou poderá ser autônomo. Seu custo deve ser tal que atenda ao pequeno estabelecimento ou loja. Difere de outras soluções propostas pois não constrange o usuário a passar por cabines ou portais, não realiza varredura extensa sobre os usuários e não tem o objetivo especial de detectar objetos escondidos. Em particular, uma diferença importante frente aos demais produtos é o objetivo de alcançar um preço popular para o mercado nacional. (AU)