Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da Educação Terapêutica em Dor associada à hidroterapia sobre a dor, depressão, ansiedade, qualidade de vida e sono de mulheres fibromiálgicas: ensaio clínico controlado randomizado

Processo: 17/03278-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Mariana Arias Avila Vera
Beneficiário:Mariana Arias Avila Vera
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/01278-9 - Educação em Neurociências da Dor e seus efeitos sobre a dor, o humor e o sono de mulheres com Síndrome Fibromiálgica: ensaio clínico controlado randomizado, BP.TT
18/03267-1 - Educação em neurociências da dor e seus efeitos sobre a dor, o humor e o sono de mulheres com Síndrome Fibromiálgica: ensaio clínico controlado randomizado, BP.TT
Assunto(s):Dor crônica  Fibromialgia  Hidroterapia  Fisioterapia 

Resumo

A fibromialgia (FM) é uma doença prevalente e muitas vezes incapacitante, que acomete mais mulheres e tem como principal sintoma a dor crônica. Vários estudos já mostraram que a hidroterapia é efetiva na melhora da dor e da qualidade de vida desta população; outros estudos já mostraram que a educação terapêutica em dor (ETD) também é efetiva neste sentido. A ETD é uma intervenção barata, de fácil aplicação, com resultados muito positivos em situações de dor crônica. No entanto, ainda faltam na literatura estudos que mostrem os efeitos da associação da hidroterapia e da ETD sobre a FM. Assim, o objetivo deste estudo será verificar o efeito da associação de hidroterapia e ETD em mulheres com FM. Sessenta mulheres serão aleatoriamente alocadas em dois grupos: hidroterapia e hidroterapia + ETD. Antes do início do tratamento, será avaliada a sensibilidade dolorosa, a qualidade de vida, sintomas clínicos de depressão e ansiedade, bem como a qualidade do sono. O tratamento de hidroterapia terá duração de 12 semanas. As mulheres serão avaliadas outras 3 vezes: após 6 e 12 semanas (meio e final do tratamento) e 12 semanas após o final do tratamento (follow-up). As mulheres alocadas no grupo hidroterapia receberão folheto explicativo sobre a doença. As mulheres alocadas no grupo hidroterapia + ETD participarão de 4 encontros ao longo das 12 semanas de tratamento, em que serão abordados temas como fisiologia da dor, cronificação e exacerbação da dor e automanejo da dor, além de informações sobre a FM. A análise estatística incluirá a descrição das variáveis, tanto qualitativas como quantitativas. A correlação entre as variáveis também será analisada. Será adotado um nível de significância de 5%. (AU)