Busca avançada
Ano de início
Entree

Differential expression of MicroRNAs in leprosy skin lesions.

Resumo

A hanseníase, uma doença infecciosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae (M. leprae), é um importante problema de saúde pública em países pobres ou em desenvolvimento das Américas, África e Ásia. Os microRNA (miRNA), pequenos RNAs não-codificantes(18-24 nucleotídeos), tem função importante na regulação da homeostase através da down-regulação translacional dos RNAs mensageiros. A desregulação da expressão dos miRNAs tem papel importante na patogênese de grande variedade de doenças neoplásicas e não-neoplásicas, com grande número de publicações na literatura, entretanto, são raros os trabalhos sobre a expressão de miRNAs em hanseníase. No presente estudo, foi realizado uma avaliação ampla dos miRNAs diferencialmente expressos em lesões hansênicas de pele através de microarray. Pacientes com hanseníase, classificados segundo critérios de Ridley & Joplin (R&J) ou com quadros reacionais (R1 e R2), e controles saudáveis (CC) foram incluídos neste estudo. Biópsias por punch foram coletadas da borda das lesões hansênicas (10TT, 10BT, 10BB, 10BL, 04LL, 14R1 e 09R2) e de 09 CC. O perfil da expressão dos miRNAs foi obtido através de Microarray Agilent platform using miRBase for 1368 Homo sapiens (hsa)-miRNA candidates. Para validar os dados dos miRNAs diferencialmente expressos foi utilizado TaqMan quantitative real-time reverse transcription polymerase chain reaction. Foram identificados 64 miRNAs diferencialmente expressos comparando-se doença versus CC, sendo 54 up-regulados e 14 down-regulados (FCe2,0 e pd0,05). Outros oito miRNAs diferencialmente expressos foram identificados comparando-se quadros reacionais versus CC (cinco em R1 e três em R2). Dentre todos, nove foram validados por RT-PCR, sendo sete up-regulados (hsa-miR-142-3p, hsa-miR-142-5p, hsa-miR-146b-5p, hsa-miR-342-3p, hsa-miR-361-3p, hsa-miR-3653 and hsa-miR-484) e dois down-regulados (hsa-miR-1290, hsa-miR-139-5p). Na literatura, estes miRNAs encontrados diferencialmente expressos em lesões hansênicas também estão presentes em várias doenças e pathways, principalmente naqueles relacionados à resposta imune. Este estudo identificou vários miRNAs, alguns descritos pela primeira vez nas formas e quadros reacionais da hanseníase, que podem ter papel importante na patogênese molecular da doença. Também, a presença destes miRNAs desregulados e suas respectivas vias de sinalização poderão ser úteis como marcadores ou alvos terapêuticos e, consequentemente, permitir o desenvolvimento de novas drogas para o tratamento da hanseníase. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)