Busca avançada
Ano de início
Entree

Patogenia e imunopatologia do vírus da raiva isolados de morcegos insetívoros em camundongos infectados

Processo: 17/08215-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Iana Suly Santos Katz
Beneficiário:Iana Suly Santos Katz
Instituição-sede: Instituto Pasteur (IP). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Elaine Raniero Fernandes ; Fernanda Guedes Luiz ; Lilian Rose Marques de Sá ; Orlando Garcia Ribeiro Filho ; Sandriana dos Ramos Silva
Bolsa(s) vinculada(s):19/00306-9 - Patogenia e imunopatologia do vírus da raiva isolados de morcegos insetívoros em camundongos infectados, BP.TT
18/03611-4 - Patogenia e imunopatologia do vírus da raiva isolados de morcegos insetívoros em camundongos infectados, BP.TT
Assunto(s):Raiva  Replicação viral 

Resumo

A raiva é uma zoonose viral fatal, caracterizada morfologicamente por encefalite aguda progressiva de grande importância para saúde pública. O controle da raiva canina em São Paulo possibilitou observar uma mudança no perfil epidemiológico da doença nos últimos anos, e consequentemente um aumento significativo de casos de raiva humano relacionados aos morcegos. Devido a crescente proximidade e o possível contato com morcegos insetívoros, como os dos gêneros Eptesicus sp e Myotis sp, com seres humanos e animais domésticos no meio urbano e sua correlação com casos de raiva em seres humanos, é de grande importância o entendimento da patogenia do vírus da raiva (RABV, do inglês Rabies Virus) transmitida pelos quirópteros. Diante disso, este estudo tem por objetivo contribuir para os estudos de patogenia de vírus da raiva mantido em quirópteros utilizando camundongos infectados com RABV isolados de Eptesicus sp e Myotis sp. A caracterização da patogenia será baseada na avaliação clínica da doença, na análise histopatológicas e caracterização da resposta imune tecidual no microambiente do sistema nervoso central desses animais por métodos convencionais de microscopia e imuno-histoquímico, bem como a propagação, cinética de replicação e internalização do vírus isolados em cultura celular. Assim, os resultados do estudo poderão contribuir para a compreensão da infecção causada pelo RABV mantidos em morcegos insetívoros, auxiliando no avanço de terapias, na vigilância epidemiológica e na adoção de estratégias para controle da raiva no meio urbano. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Treinamento técnico em Imunologia no Instituto Pasteur com Bolsa da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FUOCO, NATALIA LANGENFELD; FERNANDES, ELAINE RANIERO; SILVA, SANDRIANA DOS RAMOS; LUIZ, FERNANDA GUEDES; RIBEIRO, ORLANDO GARCIA; SANTOS KATZ, IANA SULY. Street rabies virus strains associated with insectivorous bats are less pathogenic than strains isolated from other reservoirs. Antiviral Research, v. 160, p. 94-100, DEC 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.