Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de proteínas em cepas recombinantes de Aspergillus nidulans super-produzindo enzimas heterólogas

Processo: 17/22663-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:André Ricardo de Lima Damasio
Beneficiário:André Ricardo de Lima Damasio
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/20549-4 - Secreção de glicoproteínas heterólogas em Aspergillus: efeito do padrão de glicosilação em parâmetros funcionais de glicosil hidrolases, AP.BIOEN.JP
Assunto(s):Aspergillus nidulans  Proteômica 

Resumo

Os fungos filamentosos são fábricas celulares robustas e tem sido utilizados para a produção de grandes quantidades de enzimas industriais relevantes. No entanto, os níveis de produção de proteínas heterólogas ainda precisam ser melhorados. Portanto, este artigo tem como objetivo investigar o perfil proteômico global de cepas recombinantes de Aspergillus nidulans para entender os gargalos da produção de enzimas heterólogas. Cerca de 250, 441 e 424 proteínas intracelulares foram identificadas na cepa controle Anid_pEXPYR e nas cepas recombinantes Anid_AbfA e Anid_Cbhl, respectivamente. Neste contexto, os processos mais enriquecidos nas cepas recombinantes foram via de energia, metabolismo de aminoácidos, biogênese de ribossomos, tradução, retículo endoplasmático, estresse oxidativo e repressão sob estresse causado por secreção (RESS). O perfil global de proteínas das cepas recombinantes Anid_AbfA e Anid_Cbhl foram semelhantes, embora a cepa Anid-CbhI secretou maior quantidade de enzima recombinante do que Anid_AbfA. Estes dados fornecem informações sobre os gargalos envolvidos na secreção de proteínas recombinantes em A. nidulans, bem como sobre à manipulação racional de genes alvo para engenharia de cepas de fungos como fábricas de células microbianas. (AU)