Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta SoS e resistência bacteriana em Pseudomonas aeruginosa

Processo: 17/22430-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Rodrigo da Silva Galhardo
Beneficiário:Rodrigo da Silva Galhardo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Reparo do DNA  Mutagênese  Pseudomonas aeruginosa 

Resumo

A resposta SOS é um mecanismo celular de proteção contra estresses genotóxicos. Além de regular a expressão de genes relacionados ao reparo de DNA, esta resposta celular também é indutora de mutagênese, uma vez que controla a expressão de DNA polimerases propensas a erro. Diversas classes de antimicrobianos são indutoras da resposta SOS, e, por conseguinte, podem acelerar o surgimento de mutantes nas populações bacterianas, indiretamente favorecendo o surgimento de resistência. O objetivo deste projeto é estudar a indução da resposta SOS pelo antimicrobiano ciprofloxacina no patógeno Pseudomonas aeruginosa, buscando também compreender sua ocorrência em isolados clínicos. Pretendemos também desvendar o papel fisiológico de genes pertencentes a este regulon. Através de uma varredura genética, iremos identificar fatores celulares que afetam a expressão da resposta SOS por ciprofloxacina. Por último, pretendemos desvendar as bases moleculares de uma interação antagônica entre ciprofloxacina e amicacina no que diz respeito à indução da resposta SOS, através de estudos de transcriptômica. Em resumo, buscaremos uma melhor compreensão global da fisiologia da resposta SOS em P. aeruginosa, e de sua ativação em isolados clínicos em resposta à ciprofloxacina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Teoria em movimento