Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos do antígeno 5 do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera,Vespidae) na forma recombinante sobre a produção de mediadores inflamatórios e imunológicos in vitro para o desenvolvimento de kit diagnóstico

Processo: 17/18422-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Márcia Regina Brochetto Braga
Beneficiário:Márcia Regina Brochetto Braga
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Luis Gustavo Romani Fernandes ; Patricia Ucelli Simioni ; Ricardo de Lima Zollner
Bolsa(s) vinculada(s):19/09494-2 - "análise da resposta imunológica ao alérgeno recombinante ryPoly p 5 em soros de pacientes sensibilizados e reatividade cruzada com extratos de veneno de outros insetos da ordem Hymenoptera", BP.TT
18/15600-7 - Preparo de banco de células J774 e RAW164 para avaliação da atividade inflamatória de antígeno 5 recombinante de veneno de Polybia paulista (Hymenoptera, Vespidae), BP.TT
18/09240-8 - Expressão e purificação do alérgeno Ag5 recombinante do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera, Vespidae) para análise da reatividade cruzada com venenos de outros insetos Hymenoptera, BP.TT
18/04861-4 - Expressão do alérgeno recombinante ryPoly p 5 do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera, Vespidae) para análise do seu potencial no diagnóstico de alergia, BP.TT
Assunto(s):Citocinas  Polybia paulista  Macrófagos 

Resumo

Embora o choque anafilático associado às reações de hipersensibilidade imediata,provocadas por proteínas alergênicas presentes em venenos, atinja uma parcela pequenada população mundial, as ferroadas de Hymenoptera estão entre as principais causas derespostas alérgicas sistêmicas, com risco de choque anafilático. A ordem de insetosHymenoptera é muito ampla abrangendo vespas, abelhas e formigas. A reaçãoimunológica a esses insetos depende da quantidade do veneno e da sensibilidade doindivíduo. No Brasil existem muitas espécies de vespas sociais, as quais constituem umpotencial risco para humanos. A vespa social Polybia paulista é muito agressiva eabundante nos Estados de São Paulo e Sul de Minas Gerais, sendo responsável por muitosacidentes de importância médica. O interesse pela caracterização molecular dessesalérgenos tem crescido no meio científico, devido aos resultados promissores obtidos emestudos imunológicos, clínicos, na terapêutica e profilaxia de respostas dehipersensibilidade. Vários ensaios podem possibilitar uma melhor compreensão dosprocessos alérgicos, podendo, deste modo, aperfeiçoar os diagnósticos, por permitir aidentificação de epítopos e regiões moleculares que interagem com anticorpos. O presenteprojeto irá avaliar os efeitos imunomoduladores do ryPoly p 5, correspondente aoalérgeno Poly p 5 do veneno de Polybia paulista (Hymenoptera, Vespidae), expresso naforma recombinante na levedura Pichia pastoris, sobre a atividade de três tipos celulares:cultura de macrófagos recentemente extraídos e duas linhagens celulares de origemtumoral (J744 e RAW 264.7), derivadas também de linhagem macrofágica. Serãoanalisadas alterações de viabilidade celular, níveis de oxido nítrico (NO), perfil celular ede marcadores de linhagens, níveis de citocinas IL-1, IL-6, IL-10, IL-12, TNF-± e/ouTGF-², em culturas primárias de macrófagos de camundongos estimulados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BAZON, MURILO LUIZ; SILVEIRA, LAIS HELENA; SIMIONI, PATRICIA UCELLI; BROCHETTO-BRAGA, MARCIA REGINA. Current Advances in Immunological Studies on the Vespidae Venom Antigen 5: Therapeutic and Prophylaxis to Hypersensitivity Responses. TOXINS, v. 10, n. 8 AUG 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.