Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia integrativa para superar os impedimentos taxonômicos do filo Gastrotricha

Processo: 16/50386-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:André Rinaldo Senna Garraffoni
Beneficiário:André Rinaldo Senna Garraffoni
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Zoologia (classificação)  Gastrotricha  Sistemática  Meiofauna  DNA mitocondrial 

Resumo

Gastrotricha são microinvertebrados aquáticos (com menos de 1 mm) e importantes componentes do bentos e fitofauna de habitats de água doce. Apesar do grande numero de populações em distintos ambientes, este táxon não e muito estudado, possivelmente pelo seu diminuto tamanho e fragilidade de seus corpos, o que torna seu estudo difícil. Informações sobre a distribuição geográfica das espécies são muito fragmentadas ja que a maioria dos estudos enfoca apenas algumas regiões, principalmente paleárticas, e as amostragens não podem ser comparadas. Identificações precisas de espécies brasileiras de Gastrotricha são muito incompletas e pouco acuradas, visto que praticamente não existe nenhum grande levantamento recente de fauna desse táxon. Dessa forma, os objetivos deste projeto são: 1) descrever a fauna de Gastrotricha marinho e de água doce em 4 estados brasileiros utilizando microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia eletrônica de transmissão (MET) e microscopia laser confocal; 2) compreender melhor o limite genético entre as espécies do táxon Gastrotricha integrando dados morfológicos e moleculares (DNA mitocondrial) com a finalidade de compreender sua taxonomia e história evolutiva em uma nova visão de taxonomia integrativa; 3) descrever formalmente as espécies de Gastrotricha coletadas por Garraffoni et ai. (2010) e Araújo et ai. (2013) que foram identifica das até o nível genérico; 4) redescrever as espécies originalmente descritas por Kisielewski (1991) utilizando microscópio com Interferência diferencial contraste e MEV além de designar neótipos para todas as espécies; 5) consolidação de uma linha de pesquisa ainda inédita na América Latina; 6) Consolidação da coleção de referência de lâminas permanentes de espécies meiofaunais no Museu de Zoologia da Unicamp, com ênfase nos Gastrotricha. Em termos de produção científica, os resultados serão publicados regularmente ao longo do desenvolvimento do projeto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.