Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunopatologia comparativa da infecção por Morbillivirus nos cetáceos: estudos histológico, imuno-histoquímico e molecular

Processo: 17/24335-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2018 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Jose Luiz Catao Dias
Beneficiário:Jose Luiz Catao Dias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Eliana Faquim de Lima Mauro ; Geraldo Santana Magalhães ; JOSUÉ DÍAZ DELGADO ; Kátia Regina Groch
Assunto(s):Cetacea  Mamíferos marinhos  Morbillivirus 

Resumo

O morbilívirus dos cetáceos (CeMV; gênero Morbillivirus, família Paramyxoviridae) tem causado vários surtos de doença letal em odontocetos e misticetos em todo o mundo. Três variantes de CeMV encontram-se relativamente bem caracterizadas: morbilivírus das porpoises, morbilivírus dos golfinhos, e morbilivírus das baleias-piloto (hemisfério norte). Três novas variantes foram recentemente detectadas, uma delas no Brasil, sendo considerada a primeira descrição na América do Sul. Estudos sugerem a ocorrência de diferenças espécie-específicas na suscetibilidade dos cetáceos à infecção pelo CeMV, estando os golfinhos-nariz-de-garrafa (Tursiops truncatus) e os golfinhos-listrados (Stenella coeruleoalba) entre os mais suscetíveis, com históricos de epizootias fatais. Não há estudos anteriores acerca dos aspectos imunopatogênicos locais em tecidos com alterações patológicas associadas à infecção por CeMV, exceto estudos pontuais utilizando sangue periférico. A presente proposta de investigação irá empregar tecidos com maior significado patogênico (encéfalo, pulmão e linfonodos) arquivados, fixados em formol e embebidos em parafina, assim como congelados, de golfinhos-nariz-de-garrafa e golfinhos-listrados (provenientes do Atlântico central e Mar Mediterrâneo), e cetáceos encalhados na costa brasileira (sudoeste Atlântico), positivos ao CeMV mediante análise por RT-PCR. Será utilizado um conjunto de marcadores linfocitários, histiocitários e outros marcadores adicionais para caracterizar as respostas imunitárias locais. Neste contexto, um dos nossos estudos preliminares mostrou adequada reatividade cruzada com anticorpos primários contra caspase 3, CD3, CD57, CD68, FoxP3, HLA-DR±, IFN³, IgG, IL4, IL10, Lysozyme, TGF² e PAX-5. No entanto, o resultado obtido com anticorpos contra CD4 não foi satisfatório e acredita-se ser apropriado o desenvolvimento de anticorpo monoclonal CD4 específico para cetáceos, possibilitando a execução plena do presente estudo. Além disso, a expressão de citocinas TH1 e TH2 será avaliada por meio de RT-qPCR/PCR. Ainda, importante mencionar que a presente proposta também subsidiará a execução do projeto de pós-doutorado do pesquisador associado (JDD; Processo FAPESP 2017/02223-8). Acreditamos que os propostos estudos histopatológicos, imuno-histoquímicos e moleculares concomitantes poderão contribuir significativamente para a compreensão dos mecanismos imunopatogênicos das alterações patológicas associadas à CeMV, uma doença com distribuição mundial e grande significado para a conservação dos cetáceos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DIAZ-DELGADO, JOSUE; GROCH, KATIA R.; SIERRA, EVA; SACCHINI, SIMONA; ZUCCA, DANIELE; QUESADA-CANALES, OSCAR; ARBELO, MANUEL; FERNANDEZ, ANTONIO; SANTOS, ELITIERI; IKEDA, JOANA; CARVALHO, RAFAEL; AZEVEDO, ALEXANDRE F.; LAILSON-BRITO, JR., JOSE; FLACH, LEONARDO; RESSIO, RODRIGO; KANAMURA, CRISTINA T.; SANSONE, MARCELO; FAVERO, CINTIA; PORTER, BRIAN F.; CENTELLEGHE, CINZIA; MAZZARIOL, SANDRO; DI RENZO, LUDOVICA; DI FRANCESCO, GABRIELLA; DI GUARDO, GIOVANNI; CATAO-DIAS, JOSE LUIZ. Comparative histopathologic and viral immunohistochemical studies on CeMV infection among Western Mediterranean, Northeast-Central, and Southwestern Atlantic cetaceans. PLoS One, v. 14, n. 3 MAR 20 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.