Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia e sistemática de actinobactérias isoladas de biomas brasileiros

Processo: 16/50380-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Itamar Soares de Melo
Beneficiário:Itamar Soares de Melo
Instituição-sede: Embrapa Meio-Ambiente. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). Jaguariúna , SP, Brasil
Assunto(s):Taxonomia dos grupos recentes  Actinobactéria  Bioma  Biodiversidade  Brasil 

Resumo

O Brasil carece de estudos em taxonomia e sistemática para descrição da biodiversidade microbiana em seus biomas. Mais especificamente, o grupo de Actinobacteria, conhecido por conter grandes produtores de metabólitos secundários bioativos com potenciais aplicações biotecnológicas, ainda recebe pouca atenção na ciência brasileira. A descrição dessa biodiversidade e sua prospecção quanto à produção de metabólitos secundários de interesse agrícola têm potencial de gerar benefícios econômicos e estratégicos para o país. Este projeto levará à formação de recursos humanos em taxonomia e sistemática de Actinobacteria em continuidade aos trabalhos desenvolvidos inicialmente pelo Dr. Tiago Zucchi (FAPESP 11/50243-1), por meio de treinamento teórico-prático e pela concessão de uma bolsa Pós-Doe e duas bolsas de Iniciação Científica, além de uma bolsa de Doutorado concedida pelo programa de pós-graduação em Microbiologia Agrícola da USP/ESALQ. Desta forma, a proposta deste grupo de pesquisa beneficiará a formação de novos taxonomistas de micro-organismos ? uma área em que o Brasil carece de pesquisadores. Em nossa proposta, actinobactérias isoladas de diferentes biomas brasileiros serão identificadas e caracterizadas de acordo com a abordagem polifásica da taxonomia e sistemática. As amostras encontram-se armazenadas ex situ na Coleção de Micro-organismos de Importância Agrícola e Ambiental (CMAA) estabelecida na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna/SP). O acervo da CMAA é composto por duas sub-coleções: uma denominada? coleção de trabalho?, que contém todos os micro-organismos isolados e ainda não identificados; e a outra denominada ?coleção de referência?, que reúne as linhagens caracterizadas, identificadas taxonomicamente. A coleção de trabalho conta com centenas de isolados que foram obtidos, entre outros, a partir de amostras de plantas, de solos e de águas dos biomas da Caatinga, Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia, e permanecem preservados na CMAA para estudos futuros. Após identificação taxonômica, os isolados serão incluídos na coleção de referência, e disponibilizados para consulta online em página da internet, e estarão disponíveis para fornecimento a outras instituições de pesquisa e empresas, mediante aplicação dos instrumentos jurídicos adequados. Os técnicos que atuam na gestão operacional da CMAA não são capacitados em taxonomia polifásica de actinobactérias, mas é objetivo que, neste projeto, sejam plenamente capacitados a realizar a identificação dos isolados deste grupo microbiano e a ensinar futuros estudantes. Desta forma, seria ainda melhor promovida a formação de recursos humanos de capacidade taxonômica, e a coleção de referência, que é disponibilizada a outras instituições, teria seu acervo grandemente enriquecido, melhorando a qualidade de seu serviço à sociedade. Cabe ressaltar que a CMAA tem adequado suas atividades e processos aos requisitos da ABNT NBR ISO/IEC 17025 e das Diretrizes da OCDE de Boas Práticas para Centros de Recursos Biológicos, uma vez que a CMAA é uma das 4 coleções de micro-organismos a integrar o Centro de Recursos Biológicos do Agronegócio, que vem sendo estruturado pela Embrapa. Além disto, o trabalho contará com a participação de uma rede interdisciplinar de pesquisadores renomados de áreas que abrangerão todas as suas etapas. Ao mesmo tempo, esse projeto encontra-se em concordância com os objetivos da Embrapa Meio Ambiente, ao integrar estudantes de pós- graduação e graduação em atividade de pesquisa sobre tema relevante ao contexto ambiental, social e econômico presente de nossa região geográfica e da Nação como um todo. Os resultados obtidos neste projeto serão divulgados em trabalhos científicos publicados em revistas internacionais especializadas, participações em eventos científicos e palestras nas instituições envolvidas na pesquisa. (AU)