Busca avançada
Ano de início
Entree

Neuroimunomodulação em aves: efeitos do lipopolissacarídeo de E. coli sobre parâmetros imunes, neuroendócrinos e comportamentais de frangos de corte

Processo: 17/22005-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:João Palermo Neto
Beneficiário:João Palermo Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Antonio José Piantino Ferreira
Assunto(s):Avicultura  Frangos de corte  Estresse em animal  Endotoxinas  Lipopolissacarídeos  Escherichia coli  Psiconeuroimunologia  Neuroimunomodulação 

Resumo

O estresse é uma realidade na produção avícola mundial. Sabe-se que em ambientes estressantes há perda do bem-estar, da produtividade e da imunidade de frangos de corte, resultando em uma maior susceptibilidade das aves a doenças. Neste contexto, Neuroimunomodulação é o ramo da ciência que estuda as relações mútuas entre o Sistema Nervoso Central e o Sistema Imune. Em nossos laboratórios, observamos que o estresse nos frangos é capaz de reduzir o ganho de peso e a ingestão alimentar, diminuir o peso relativo da bursa Fabricius, diminuir a atividade dos macrófagos peritoneais e aumentar os níveis séricos de corticosterona. Além disso, observamos a presença de enterite discreta caracterizada pelo aumento do infiltrado inflamatório linfoplasmocítico na lâmina própria do jejuno após o estresse térmico em frangos de corte. Aves experimentalmente desafiadas com micro-organismos e estressadas apresentaram maior migração desses patógenos para o baço. Por conseguinte, também observamos que o estresse induzido pela alta densidade populacional foi capaz de diminuir a atividade dos macrófagos e aumentar a migração de microrganismos para o fígado das aves mostrando, uma vez mais, uma diminuição da resistência dos hospedeiros para infecções. O presente trabalho tem como objetivo continuar esta linha de pesquisa, agora estudando a partir de uma perspectiva de neuroimunomodulação os efeitos sistêmicos da administração de lipopolissacarídeo nos parâmetros comportamentais, imunes e neuroendócrinos de frangos de corte. (AU)