Busca avançada
Ano de início
Entree

Função de sistemas de secreção do tipo VI de bactérias patogênicas na interação com células eucarióticas

Processo: 17/02178-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de março de 2018 - 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Ethel Bayer Santos
Beneficiário:Ethel Bayer Santos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Cristiane Rodrigues Guzzo Carvalho ; Robson Francisco de Souza
Bolsa(s) vinculada(s):21/03400-6 - Desenvolvimento de um pipeline universal para análise de contexto genômico de dados de diferentes fontes., BP.TT
21/02536-1 - Identificação de novos efetores secretados pelo T6SS de Salmonella utilizando abordagens in silico e caracterização funcional de um candidato, BP.MS
20/15389-4 - Clonagem e teste de atividade antibacteriana de novos efetores do T6SS de Salmonella, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 19/27644-1 - Contribuição das proteínas HCPs para patogênese de Salmonella Typhimurium dependente de SPI-6 T6SS, BP.MS
19/22715-8 - Estudo da função de SPI-22 T6SS de Salmonella bongori em competições bacterianas e interações com células fagocíticas, BP.MS
18/25316-4 - Análise da função de SPI-6 T6SS e SPI-19 T6SS de Salmonella na competição com bactérias da microbiota intestinal, BP.IC
18/13819-1 - Análise da dinâmica de ativação do sistema de secreção do tipo VI de Salmonella durante infecção de células eucarióticas, BP.IC
18/04553-8 - Função de sistemas de secreção do tipo VI de bactérias patogênicas na interação com células eucarióticas, BP.JP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Etiologia  Sistemas de secreção tipo VI  Células eucarióticas  Salmonella  Dictyostelium  Toxinas 

Resumo

Os sistemas de secreção bacterianos são estruturas versáteis que podem secretar proteínas e DNA para o meio extracelular ou dentro de células procarióticas e eucarióticas. Muitas bactérias patogênicas dependem de sistemas de secreção para modular a resposta de seus hospedeiros ou para se defender contra organismos competidores e predadores. O sistema de secreção do tipo VI (T6SS) está presente em diversos patógenos de animais e plantas. Os sorotipos de Salmonella enterica compreendem bactérias Gram-negativas intracelulares facultativas responsáveis por causar infecções em diversos vertebrados. A maioria dos sorotipos de Salmonella codificam um T6SS a partir da ilha de patogenicidade SPI-6. No entanto, alguns sorotipos codificam um T6SS a partir de SPI-19, e existem exemplos de sorotipos que codificam dois T6SS (SPI-6 e SPI-19). Deleção de genes essenciais para o funcionamento desses sistemas tornam as bactérias menos virulentas em modelos de infecção sistêmica de camundongos e aves, indicando que o T6SS desempenha importante papel durante a infecção. Recentemente foi demonstrado que o SPI-6 T6SS de Salmonella Typhimurium está associado a competições bacterianas, proporcionando vantagem adaptativa a essa bactéria durante competição com microrganismos da microbiota intestinal. No entanto, a função do T6SS durante a infecção de células eucarióticas ainda não está esclarecida. Nesse contexto, esse projeto tem como objetivo principal estudar a função dos T6SSs de Salmonella (SPI-6 e SPI-19) durante interação com células eucarióticas. Pretendemos investigar o papel do T6SS durante infecção de macrófagos e amebas de vida livre, identificando as proteínas secretadas, e os mecanismos moleculares que regulam a função dessas proteínas dentro das células eucarióticas. Existem poucos grupos de pesquisa no mundo focados em estudar o papel do T6SS na interação de bactérias com células eucarióticas, a maioria dos grupos têm sua atenção voltada para competições bacterianas. Uma vez que nenhum desses grupos está situado no Brasil, pretendemos desenvolver uma linha de pesquisa inovadora e com grande inserção internacional devido ao seu potencial pioneiro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SIBINELLI-SOUSA, STEPHANIE; HESPANHOL, JULIA TAKUNO; BAYER-SANTOS, ETHEL. Targeting the Achilles' Heel of Bacteria: Different Mechanisms To Break Down the Peptidoglycan Cell Wall during Bacterial Warfare. Journal of Bacteriology, v. 203, n. 7 APR 2021. Citações Web of Science: 0.
SIBINELLI-SOUSA, STEPHANIE; HESPANHOL, JULIA T.; NICASTRO, GIANLUCCA G.; MATSUYAMA, BRUNO Y.; MESNAGE, STEPHANE; PATEL, ANKUR; DE SOUZA, ROBSON F.; GUZZO, CRISTIANE R.; BAYER-SANTOS, ETHEL. A Family of T6SS Antibacterial Effectors Related to L,D-Transpeptidases Targets the Peptidoglycan. CELL REPORTS, v. 31, n. 12 JUN 23 2020. Citações Web of Science: 0.
BAYER-SANTOS, ETHEL; CENENS, WILLIAM; MATSUYAMA, BRUNO YASUI; OKA, GABRIEL UMAJI; DI SESSA, GIANCARLO; MININEL, IZABEL DEL VALLE; ALVES, TIAGO LUBIANA; FARAH, CHUCK SHAKER. The opportunistic pathogen Stenotrophomonas maltophilia utilizes a type IV secretion system for interbacterial killing. PLOS PATHOGENS, v. 15, n. 9 SEP 2019. Citações Web of Science: 1.
BAYER-SANTOS, ETHEL; CESETI, LUCAS DE MORAES; FARAH, CHUCK SHAKER; ALVAREZ-MARTINEZ, CRISTINA ELISA. Distribution, Function and Regulation of Type 6 Secretion Systems of Xanthomonadales. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 10, JUL 17 2019. Citações Web of Science: 0.
SGRO, GERMAN G.; OKA, GABRIEL U.; SOUZA, DIORGE P.; CENENS, WILLIAM; BAYER-SANTOS, ETHEL; MATSUYAMA, BRUNO Y.; BUENO, NATALIA F.; DOS SANTOS, THIAGO RODRIGO; ALVAREZ-MARTINEZ, CRISTINA E.; SALINAS, ROBERTO K.; FARAH, CHUCK S. Bacteria-Killing Type IV Secretion Systems. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 10, MAY 21 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.