Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da imunossenescência precoce na doença reumática cardíaca

Processo: 17/16853-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2018 - 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Luiza Guglielmi
Beneficiário:Luiza Guglielmi
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Guilherme Sobreira Spina ; Karen Francine Köhler ; Roney Orismar Sampaio ; Samar Freschi de Barros
Assunto(s):Imunossenescência  Cardiopatia reumática  Autoimunidade 

Resumo

Doenças causadas por estreptococos do grupo A ainda são consideradas um problema de saúde pública em países em desenvolvimento, totalizando 600 milhões de casos/ano. Se não tratadas corretamente, geram seqüelas de caráter autoimune, tais como Febre Reumática (FR) e Glomerulonefrite. FR afeta principalmente crianças e jovens, e possui diversas manifestações clínicas. A doença reumática cardíaca (DRC) é a seqüela mais grave. Caracteriza-se por lesões valvulares progressivas e permanentes. Mundialmente, cerca de 33 milhões de pessoas são portadoras de DRC. Estima-se que em 2015 ocorreram 305.000 mortes e 11.5 milhões de anos de vida (ajustados pela doença) foram perdidos. No Brasil, danos valvulares devido à DRC são responsáveis por 90% das cirurgias cardíacas infantis, representando alto custo para o SUS. Nos últimos 30 anos foram realizados vários estudos, inclusive pelo nosso grupo, sobre os mecanismos que desencadeiam a autoimunidade na FR/DRC. De patogênese complexa, envolve fatores genéticos, reação cruzada entre proteínas estreptocócicas e humanas por mimetismo molecular, ativando linfócitos autorreativos, que migram para o tecido cardíaco com o auxílio de moléculas de adesão e quimiocinas. O objetivo desse projeto é avaliar de forma pioneira os padrões de imunossenescência na DRC, uma vez que o envelhecimento precoce do sistema imune é um fator que contribui para a autoimunidade. Os resultados a serem obtidos certamente contribuirão para a caracterização de novos fatores envolvidos na patogênese da FR/DRC, doenças reconhecidas recentemente pela Organização Mundial da Saúde como prioridade global de saúde no cenário mundial para 2018. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
POSTOL, EDILBERTO; SA-ROCHA, LUIZ C.; SAMPAIO, RONEY O.; DERNARCHI, LEA M. M. F.; ALENCAR, RAQUEL E.; ABDUCH, MARIA C. D.; KALIL, JORGE; GUILHERME, LUIZA. Group A Streptococcus Adsorbed Vaccine: Repeated Intramuscular Dose Toxicity Test in Minipigs. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, JUL 5 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.