Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de associação ampla do genoma para resistência à Fusarium oxysporum f. sp. phaseoli e para cor de tegumento em feijoeiro comum

Processo: 17/24711-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2018 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Luciana Lasry Benchimol-Reis
Beneficiário:Luciana Lasry Benchimol-Reis
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Alisson Fernando Chiorato ; Antonio Augusto Franco Garcia ; Luis Eduardo Aranha Camargo ; Renata Oliveira Batista
Bolsa(s) vinculada(s):18/08582-2 - Estudo de associação ampla do genoma para resistência à Fusarium oxysporum f. SP. phaseoli e para cor de tegumento em feijoeiro comum, BP.TT
Assunto(s):Doenças de plantas  Feijoeiro  Resistência genética vegetal  Murcha de Fusarium  Fusarium  Polimorfismo de um único nucleotídeo  Banco de sementes 

Resumo

A murcha-de-Fusarium (Fop) se destaca por ser considerada a principal doença de solo na cultura do feijoeiro, com ampla ocorrência em nível mundial, pode causar perdas de até 100% na produtividade em casos extremos. O método mais econômico e eficiente para seu controle é a utilização de cultivares resistentes, porém a variabilidade fisiológica do patógeno dificulta o desenvolvimento de cultivares resistentes pelos programas de melhoramento. Estudos de associação ampla do genoma (GWAS) viabilizam a identificação de locos que influenciam a expressão de características quantitativas. Neste contexto, o objetivo desse trabalho será utilizar um conjunto de 6.000 SNPs (BARCBean6K_3 BeadChip) em 288 acessos do banco de germoplasma do IAC (BAG) para identificação de regiões genômicas associadas com genes de resistência à Fop, à coloração de grãos, e à escurecimento de grãos. Marcadores significativos serão localizados, e os cromossomos com maior quantidade de SNPs significativos e que expliquem a maior proporção da variação da resistência à Fop e cor de tegumento, e indicarão se existem genes e/ou QTLs associados e em que regiões do genoma. Serão realizadas análises de escurecimento acelerado de grãos para os de tipo 'carioca' e análise de Ressonância Magnética Nuclear com todos os genótipos do painel. Para a resistência à murcha-de-fusarium, serão utilizados dois isolados da raça 2, brasileira, caracterizadas pela UFV (Viçosa, MG) como virulentos. Bulks contendo 60 genótipos de tegumento claro e 60 genótipos de tegumento escuro do tipo 'carioca' serão analisados com microssatélites na busca de marcadores polimórficos para seleção assistida por marcadores. Quando polimórficos, estes marcadores serão analisados em todos os genótipos do Bulk e serão incorporados no mapeamento associativo. Espera-se que este estudo forneça evidências genéticas da relação entre coloração de grãos, escurecimento e a resistência a Fop, fornecendo ferramentas para se alcançar uma resistência duradoura à esta doença. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.