Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de microRNAs e sua relação com hipertrofia cardíaca em pacientes hipertensos

Processo: 17/23563-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2018 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Roberto Schreiber
Beneficiário:Roberto Schreiber
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:José Roberto Matos Souza ; Layde Rosane Paim ; Wilson Nadruz Junior
Assunto(s):Hipertensão  Cardiomegalia  Hipertrofia ventricular esquerda  MicroRNAs 

Resumo

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é mundialmente reconhecida como um problema de saúde pública, por sua prevalência e incidência na população. Além de ser isoladamente prevalente, a HAS é também fator de risco primário para o desenvolvimento de outras doenças cardiovasculares, sendo importante destacar sua capacidade de promover lesões de órgãos-alvo, dentre as quais se destaca a hipertrofia do ventrículo esquerdo. MicroRNAs (miRNAs) são um grupo de pequenas moléculas (22 nucleotídeos) de RNA não codificantes, evolutivamente conservados, que pareiam com sequências do RNA mensageiro de genes-alvo, causando repressão da transcrição para a síntese protéica. Diversos estudos sugerem que a expressão aberrante de miRNAs pode estar envolvida no desenvolvimento de hipertrofia cardíaca, contudo pouco se sabe sobre o papel da expressão de miRNAs no desenvolvimento de hipertrofia cardíaca em hipertensos. Neste contexto, o estudo da expressão sérica de miRNAs pode resultar na descoberta de potenciais biomarcadores para o desenvolvimento de cardiopatia hipertensiva em pacientes hipertensos. Resultados preliminares de nosso grupo, avaliando 43 pacientes hipertensos demonstraram a expressão diferencial de pelo menos 10 miRNAs entre indivíduos com hipertrofia do ventrículo esquerdo (HVE) e sem HVE. Contudo a relação destes miRNAs candidatos com a massa ventricular esquerda em uma amostra maior de pacientes hipertensos, assim como o impacto funcional destes miRNAs sobre o desenvolvimento de hipertrofia em cardiomiócitos permanecem desconhecidos. O presente estudo pretende expandir a investigação sobre a expressão sérica de miRNAs e correlacionar estes dados com a massa e a geometria ventricular esquerda em pacientes hipertensos, além de avaliar in vitro o papel destes miRNAs na hipertrofia ventricular. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOPES, ELISANGELA C. P.; PAIM, LAYDE R.; MATOS-SOUZA, JOSE R.; CALEGARI, DECIO R.; GORLA, JOSE I.; CLIQUET, JR., ALBERTO; LIMA, CARMEN S. P.; MCDONALD, JOHN F.; NADRUZ, JR., WILSON; SCHREIBER, ROBERTO. Bioinformatics analysis of circulating miRNAs related to cancer following spinal cord injury. BIOSCIENCE REPORTS, v. 39, n. 9 SEP 20 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.