Busca avançada
Ano de início
Entree

UK-Brazil collaboration for the development of renewable energy: gas, air and water

Processo: 17/50159-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Naval e Oceânica - Hidrodinâmica de Navios e Sistemas Oceânicos
Convênio/Acordo: University of Oxford
Pesquisador responsável:Julio Romano Meneghini
Beneficiário:Julio Romano Meneghini
Pesq. responsável no exterior: Richard H. J. Willden
Instituição no exterior: University of Oxford, Inglaterra
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50279-4 - Brasil Research Centre for Gas Innovation, AP.PCPE
Assunto(s):Energia renovável  Energia cinética  Mecânica dos fluidos  Geração distribuída  Cooperação internacional  Projetos SPRINT 

Resumo

Esta colaboração reunirá a experiência da Universidade de Oxford e da Universidade de São Paulo para semear projetos de pesquisa para o desenvolvimento de energia renovável. O foco será em sistemas de energia fluido-cinéticos, turbinas eólicas e hidrocinéticas, e sua integração com o gás na transformação de nossa matriz energética. Os principais resultados desse intercâmbio serão a apresentação de propostas de pesquisa a serem desenvolvidas por ambos os grupos. Os tópicos iniciais de pesquisa incluirão: (I) abordagens experimentais, computacionais e teóricas para projetos de dispositivos; (II) Modelagem para o aumento de potência através de interações entre dispositivos; (III) Avaliação dos fatores geográficos, políticos e econômicos que afetam as energias renováveis; (IV) Integração de energias renováveis dentro da matriz energética: gás, eólica e água. O grupo brasileiro é experiente em modelagem e testes experimentais, enquanto o grupo de Oxford tem experiência em métodos de projeto analítico e computacional para turbinas. A colaboração basear-se-á nestes pontos fortes para desenvolver propostas de investigação inovadoras a submeter às agências financiadoras, especialmente à FAPESP e à EPSRC (GCRF), para desenvolver sistemas de energia distribuídos (incluindo vento, rio, fluxo de marés, biogás), juntamente com economia e política para os países em desenvolvimento. Outras oportunidades de financiamento envolvendo o FAPESP-Shell RCGI também serão consideradas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.