Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação continuada por vídeo da atividade diária do caranguejo fantasma Ocypode quadrata Fabricius, 1787 (Brachyura: Ocypodidae) in southeastern Brazil

Processo: 18/00073-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2018 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Beneficiário:Alexander Turra
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia marinha  Impactos ambientais  Monitoramento  Comportamento 

Resumo

Vários estudos tem usado abundância de caranguejos fantasma (Ocypodidae) como um indicador de impactos antrópicos em praias arenosas. Tais estudos avaliam a presença do animal através de suas tocas, mesmo que a proporção entre o número de tocas e caranguejos não seja consistente entre as praias ao longo do tempo. O período de atividade destes caranguejos, frequentemente mencionados em tais estudos, é sempre considerado diurno. Os poucos estudos publicados sobre a atividade diária de Ocypode Weber, 1795, entretanto, são insuficientes para tais generalizações. O presente estudo avaliou a atividade de O. quadrata Fabricius, 1787 ao longo de seis ciclos de 24 horas, usando dispositivos de filmagem, financeiramente acessíveis, em uma praia de acesso restrito, excluindo assim a influência tanto de observadores como de turistas. O número de caranguejos e o tempo gasto fora das tocas foram calculados a cada dez minutos de filmagem. A correlação entre estas duas variáveis foram correlacionadas entre si e cada uma delas ainda correlacionada com altura da maré, temperatura e hora do dia. Ambas as variáveis de atividade foram significativamente correlacionadas à altura da maré, independente da temperatura ou hora do dia. Os picos de atividade de O. quadrata ocorreram, portanto, durante o dia e a noite, e foram influenciados primordialmente por ciclos de maré. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.