Busca avançada
Ano de início
Entree

O professor de química e o processo reflexivo: relações estabelecidas entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente e suas implicações no ensino

Processo: 17/24477-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2018 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Maria Eunice Ribeiro Marcondes
Beneficiário:Maria Eunice Ribeiro Marcondes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Erivanildo Lopes da Silva ; Fabio Luiz de Souza ; João Batista dos Santos Junior
Assunto(s):Ensino de química 

Resumo

As questões de investigação que norteiam este projeto foram construídas a partir de um conjunto de considerações. Apoiamo-nos nos resultados de pesquisas obtidos por nosso grupo em relação a: concepções e práticas de ensino contextualizadas de professores de Química, que, de maneira geral, expressam ideias pouco elaboradas a esse respeito, que se refletem em sala de aula em um ensino que se restringe a exemplos de fatos do cotidiano ou a descrições de processos tecnológicos, e às dificuldades demonstradas por alunos do ensino médio em dar explicações a fatos do cotidiano utilizando conhecimentos químicos. Ainda, consideramos a importância que vem sendo apontada, tanto em pesquisas na área, quanto em documentos educacionais oficiais para um ensino de ciências que promova a compreensão das relações entre a ciência, a tecnologia, a sociedade e o ambiente (CTSA). Desse modo, nos interessou investigar: que relações são estabelecidas pelos professores de química entre suas próprias visões sobre temas CTSA relacionados à química, suas crenças sobre a implementação desse tipo de ensino e suas práticas docentes concernentes a tais temas? Quais impactos uma ação formativa baseada em um processo de reflexão orientada poderia ter nas crenças e nas práticas de ensino desses professores relativas a temas CTSA?Têm-se como objetivos: conhecer quais são as questões relacionadas à ciência e sociedade que o professor leva em consideração em sua vida; compreender quais são as concepções que os professores apresentam sobre o ensino na perspectiva CTSA e como reconhecem a presença de relações CTSA nos currículos atuais; conhecer quais temas e questões os professores planejam tratar e como ocorre a abordagem de temas CTSA em sala de aula; compreender como os professores analisam suas próprias visões sobre o ensino, a aprendizagem e suas aulas, subsidiados por um processo de reflexão orientada; investigar como a participação no processo de reflexão orientada pode contribuir para a proposição de atividades de ensino com abordagens CTSA mais complexas; identificar quais necessidades formativas e quais obstáculos ao desenvolvimento profissional os professores manifestam, explicitamente e implicitamente, ao longo do processo, e em que medida são superados. A metodologia desta pesquisa se baseará no processo de reflexão orientada (PRO), visando aprofundar as reflexões dos professores sobre suas concepções e práticas de contextualização e sobre a perspectiva CTSA no ensino. Serão realizados encontros periódicos entre cada professor participante da pesquisa e os pesquisadores, membros de nosso grupo. Aas aulas dos professores serão acompanhadas e serão foco de análise. Os encontros acontecerão, principalmente, nas escolas em que atuam os docentes, e na universidade, em que poderão ser desenvolvidas atividades de acordo com as necessidades dos participantesO público alvo é constituído por professores de Química da rede pública de ensino do estado de São Paulo. A pesquisa se desenvolverá em duas etapas: na primeira, pretende-se conhecer o que pensam sobre a contextualização no ensino de Química e como utilizam-na em suas aulas (2 a 3 professores de cada uma das treze Diretorias de Ensino da Capital e 1 a 2 professores das DE da grande São Paulo): na segunda, o processo de reflexão orientada será desenvolvido com cerca de quinze desses professores. Os instrumentos de coleta de dados se referem a: entrevistas semiestruturadas, no início do processo e no final do processo; instrumentos para que o professor: analise questões contextualizadas/CTSA que abordam conteúdos que fazem parte do currículo do estado de SP, analise atividades de ensino contextualizadas/CTS, e analise suas próprias atividades; instrumento que possibilite conhecer e acompanhar as necessidades formativas apresentadas pelos professores ao longo do processo e para a observação das aulas. Os encontros e as aulas serão gravados para a análise do processo. (AU)