Busca avançada
Ano de início
Entree

Characiformes miniaturas (Teleostei: Ostariophysi): evolução, diversidade e biogeografia

Processo: 17/09321-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de março de 2018 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Manoela Maria Marinho Koh
Beneficiário:Manoela Maria Marinho Koh
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Aléssio Datovo da Silva ; Angela Maria Zanata ; Fernando Cesar Paiva Dagosta ; Fernando Rogério de Carvalho ; George Mendes Taliaferro Mattox ; James Hanken ; Marcelo de Bello Cioffi ; Mônica de Toledo-Piza Ragazzo ; Murilo Nogueira de Lima Pastana ; Naercio Aquino Menezes ; Osvaldo Takeshi Oyakawa ; Priscila Camelier de Assis Cardoso ; Ralf Britz
Bolsa(s) vinculada(s):19/16041-4 - Revisão taxonômica e osteologia do complexo de espécies Hemigrammus geisleri Zarske & Géry (Characiformes: Characidae), BP.MS
18/23354-6 - Relações filogenéticas em Xenurobrycon Myers & Miranda-Ribeiro e discussão sobre miniaturização no gênero (Stervardiinae: Characidae: Characiformes), BP.MS
18/11415-0 - Characiformes miniaturas (Teleostei: Ostariophysi): evolução, diversidade e biogeografia, AP.BTA.JP
Assunto(s):Characiformes  Miniaturização  Sistemática 

Resumo

São listadas até o momento 87 espécies de Characiformes miniaturas, aquelas cujo tamanho não ultrapassa 26 mm de comprimento padrão. Espécies miniaturas são comumente associadas à presença de caracteres morfológicos redutivos, como ausências e simplificações ósseas, provavelmente resultantes de processos heterocrônicos envolvidos na evolução da miniaturização. Pedomorfismo pode ser a melhor interpretação para estas modificações, mas esta afirmação só pode ser corroborada por meio de estudos ontogenéticos. De um modo geral, a fauna de peixes miniaturas é subamostrada e pouco conhecida. Em Characiformes, há muitas espécies ainda não descritas e outras com problemas taxonômicos, inclusive envolvendo espécies ameaçadas do estado de São Paulo. Também não há estudos sobre distribuição e habitat destes peixes. A lacuna de conhecimento desta fauna tão diversa e pouco explorada é o motivo da preparação deste projeto, que aborda três componentes que contemplam os diversos aspectos a serem investigados: evolutivo, taxonômico e biogeográfico. O primeiro visa elucidar os processos que culminaram no surgimento de linhagens de pequeno porte de Characiformes, por meio do estudo da anatomia comparada de peixes miniaturas e de séries ontogenéticas de espécies de maior porte relacionadas. O componente taxonômico visa descrever espécies novas e realizar revisões taxonômicas, incluindo análises moleculares e citogenéticas como ferramentas adicionais à morfologia, assim como inventários de campo. No componente biogeográfico, dados de distribuição das espécies miniaturas serão associados às informações histórico-geomorfológicas das áreas onde ocorrem com o objetivo de detectar padrões de distribuição e identificar quais ambientes favoreceram a evolução de linhagens de pequeno porte. Este estudo integrativo é uma proposta pioneira para o entendimento da evolução e diversidade e para a conservação desta fauna de peixes de água doce. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Mestrado em Ictiologia com bolsa da FAPESP 
Mestrado em sistemática de peixes com bolsa da FAPESP 

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROSA DE MORAES, RENATA LUIZA; SEMBER, ALEXANDR; CARLOS BERTOLLO, LUIZ ANTONIO; DE OLIVEIRA, EZEQUIEL AGUIAR; RAB, PETR; HATANAKA, TERUMI; FERREIRA MARINHO, MANOELA MARIA; LIEHR, THOMAS; AL-RIKABI, AHMED B. H.; FELDBERG, ELIANA; VIANA, PATRIK F.; CIOFFI, MARCELO DE BELLO. Comparative Cytogenetics and Neo-Y Formation in Small-Sized Fish Species of the Genus Pyrrhulina (Characiformes, Lebiasinidae). FRONTIERS IN GENETICS, v. 10, AUG 2 2019. Citações Web of Science: 0.
MENEZES, NAERCIO A.; MARINHO, MANOELA M. F. A new species of Knodus Eigenmann (Characiformes: Characidae: Stevardiinae) with comments on nuptial tubercles and gill gland in characiform fishes. PLoS One, v. 14, n. 7 JUL 10 2019. Citações Web of Science: 0.
CAVALCANTE SASSI, FRANCISCO DE MENEZES; DE OLIVEIRA, EZEQUIEL AGUIAR; CARLOS BERTOLLO, LUIZ ANTONIO; NIRCHIO, MAURO; HATANAKA, TERUMI; FERREIRA MARINHO, MANOELA MARIA; MOREIRA-FILHO, ORLANDO; AROUTIOUNIAN, ROUBEN; LIEHR, THOMAS; AL-RIKABI, AHMED B. H.; CIOFFI, MARCELO DE BELLO. Chromosomal Evolution and Evolutionary Relationships of Lebiasina Species (Characiformes, Lebiasinidae). INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 20, n. 12 JUN 2 2019. Citações Web of Science: 0.
ANGELA MARIA ZANATA; RAFAEL BURGER; GEORGE VITA; PRISCILA CAMELIER. A new species of Astyanax (Characiformes: Characidae) from the rio de Contas basin, Bahia, Brazil. Neotropical Ichthyology, v. 17, n. 3, p. -, 2019.
DARLIM, GUSTAVO; MARINHO, MANOELA M. F. Moenkhausia lepidura (Kner, 1858) (Characiformes, Characidae): osteology and relationships. Biota Neotropica, v. 18, n. 4 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.