Busca avançada
Ano de início
Entree

Escala de Avaliação da Autoeficácia para Autorregulação Emocional: Adaptação e estudos psicométricos

Processo: 17/26050-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2018 - 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Ana Paula Porto Noronha
Beneficiário:Ana Paula Porto Noronha
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Campinas. Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Acacia Aparecida Angeli dos Santos ; Ana Cecília de Medeiros Maciel ; Ana Patrícia de Oliveira Fernandez ; Kátia Regina Xavier Pereira da Silva ; Roberta Gurgel Azzi
Assunto(s):Testes psicológicos  Psicologia educacional  Aprendizagem  Avaliação psicológica  Validação 

Resumo

O afeto permeia e subsidia os elos sociais e sua durabilidade influencia o curso das vidas. Neste sentido, é importante entender o papel da regulação do afeto no autodesenvolvimento e mudança do homem. A autoeficácia percebida na regulação das emoções contribui e facilita as diversas interações sociais e ajustes psicossociais. A Multidimensional Negative Emotions Self-Regulatory Efficacy Scale e Regulatory Emotional Self-efficacy Beliefs (provisoriamente em português Escala de Autoeficácia para Regulação Emocional) vem se mostrando um instrumento válido e robusto para medir a capacidade percebida em expressar emoções positivas (POS) e gerenciar emoções negativas (NEG) em diversos contextos. O objetivo do estudo, ora proposto, é apresentar ao contexto brasileiro um estudo de adaptação e validação deste instrumento. Para tanto, dois estudos serão desenvolvidos. O primeiro consistirá na tradução da escala e na retrotradução, além do estudo piloto e na busca de evidência de validade de conteúdo. Para o estudo piloto, comporão a amostra 30 jovens com idades entre 14 e 16 anos, ambos os sexos. Eles deverão estudar em duas escolas do interior do estado de São Paulo, sendo uma pública e outra, particular. Os juízes deverão ser quatro doutores em psicologia com experiência em construção de instrumentos. A estrutura interna da escala e a estimativa de precisão serão investigadas no segundo estudo. Participação 1000 jovens com idades entre 14 e 18 anos, dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)