Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resistência de união, após pré-tratamento da dentina com nanopartículas de hidroxiapatita, efeito antimicrobiano e citotoxicidade de um adesivo modificado por nanopartículas de prata

Processo: 17/10894-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2018 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Igor Studart Medeiros
Beneficiário:Igor Studart Medeiros
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ericka Tavares Pinheiro ; Koiti Araki ; Marcia Martins Marques ; Sérgio Hiroshi Toma
Assunto(s):Nanopartículas  Anti-infecciosos  Citotoxicidade  Resistência de união (odontologia)  Nanopartículas de prata  Adesivos 

Resumo

O objetivo do trabalho será o de avaliar a interface de união produzida por um sistema adesivo modificado por nanopartículas de prata (NAg) utilizado após pré-tratamento da dentina com nanopartículas de hidroxiapatita (NHA), tendo em vista integrar os efeitos antibacteriano (da NAg) e protetor ao colágeno (da NHA), que serão evidenciados pela resistência à microtração imediata e após armazenamento (6meses), Serão avaliados também efeito antimicrobiano e citotoxicidade do sistema adesivo modificado por NAg. As nanopartículas NAg e NHA serão sintetizadas e caracterizadas por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia por dispersão de raio x (EDX), difratometria de raio x, microscopia eletrônica de transmissão (TEM) e microscopia de força atômica (AFM). As NAg (0,05% ou 0,1%) serão incorporadas no primer e adesivo do agente de união Scotchbond Multi-Purpose (SBMP). Serão utilizados 100 dentes humanos (n=5): SBMP (controle); SBMP com NAg (0,05% ou 0,1%); pré tratamento com NHA(0,05% ou 0,1%) + SBMP; pré tratamento com NHA(0,05% ou 0,1%) + SBMP com NAg(0,05% ou 0,1%). As propriedades mecânicas da junta adesiva serão mensuradas por microtração: imediata (24h) e após 6 meses de armazenamento em água destilada. A interface adesiva (n=2) será analisada por microscopia eletrônica de varredura (MEV) e microscopia confocal raman (MCR). O efeito antimicrobiano será avaliado por métodos de cultura: ensaio live/dead, ensaio MTT e por método molecular que associa a reação em cadeia da polimerase em tempo real (q-PCR) ao propídio monoazida (PMA). A citotoxicidade dos grupos experimentais dos adesivos modificados pelas NAg será mensurada pelo contato com células tronco da polpa dentária e comparada ao controle SBMP. (AU)