Busca avançada
Ano de início
Entree

Galáxias anãs locais: dinâmica interna e enriquecimento químico

Processo: 17/25799-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2018 - 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Gustavo Amaral Lanfranchi
Beneficiário:Gustavo Amaral Lanfranchi
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Evolução química  Feedback  Elementos químicos 

Resumo

Galáxias anãs são importantes objetos no estudo da evolução galáctica devido à sua proximidade e características particulares. As Esferoidais Anãs, por exemplo, apresentam total ausência de gás neutro em sua região central e padrões de abundâncias químicas bem característicos, porém ainda não totalmente explicados. A remoção do seu conteúdo gasoso poderia ter sido causada por mecanismos internos (feedback estelar, outflow de um buraco negro central), externos (pressão de arrasto, força de maré) ou ainda por uma combinação dos dois, enquanto o padrão observado das razões de abundâncias químicas dependem fortemente da perda de gás. Este projeto tem como principal objetivo o estudo da evolução química e da dinâmica do conteúdo gasoso de galáxias anãs próximas utilizando, como principais ferramentas, os modelos de evolução química desenvolvidos pelo autor em conjunto com o grupo da Universidade de Trieste (Itália) e códigos de simulações hidrodinâmicas tridimensionais. Na comparação com os dados observados, utilizaremos o método estatístico de entropia cruzada para garantir a convergência dos modelos aos dados. Comparações entre as previsões e dados observacionais (abundâncias químicas, distribuição de metalicidade, massa total, massa de gás, características das populações estelares, entre outros) permitirão elucidar detalhes não somente da formação dos elementos químicos e enriquecimento do meio, como também dos processos de formação e evolução galáctica. Os resultados combinados dessas principais ferramentas (evolução química e hidrodinâmica) fornecerão fortes vínculos para a elaboração de um cenário consistente e coerente para formação e evolução de galáxias anãs locais, em particular as esferoidais anãs e, posteriormente, para outros tipos morfológicos, como galáxias anãs irregulares, elípticas e ultra faint dwarfs. (AU)