Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de miRNAs alvos por meio do ensaio de luciferase utilizando células da granulosa de bovinos

Processo: 18/04731-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 14 de setembro de 2018 - 13 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Juliano Coelho da Silveira
Beneficiário:Juliano Coelho da Silveira
Pesquisador visitante: Samuel Gebremedhn Etay
Inst. do pesquisador visitante: Universität Bonn, Alemanha
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22887-0 - Exossomos e microvesículas contendo miRNAs modulam mudanças epigenéticas durante o cultivo in vitro de gametas e embriões em bovinos, AP.JP
Assunto(s):Vesículas extracelulares  Bovinos  MicroRNAs  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

MicroRNAs (miRNAs) são pequenas sequências de RNAs não codificadores e importantes moduladores pós-transcricionais a partir da repressão da tradução ou degradação de RNAm alvos. Os miRNAs são encontrados em fluidos corporais presentes em vesículas extracelulares. Recentemente, o estudo de miRNAs tem se destacado visto a importância de suas funções na modulação de genes alvos e regulação de vias biológicas. Além disso, estes pequenos RNAs têm potencial de serem utilizados como biomarcadores e ferramentas para tratamentos. Sendo assim, os estudos de miRNAs têm grande relevância para compreensão de processos fisiológicos e patológicos. Dentre eles destacam-se os processos reprodutivos. Neste cenário, os miRNAs no ambiente folicular são capazes de modular mecanismos biológicos relacionados ao desenvolvimento folicular e à maturação oocitária. Adicionalmente, diversos estudos têm demostrado a importância da comunicação entre células da granulosa, cumulus e oócitos para o desenvolvimento folicular e qualidade oocitária. Esta comunicação envolve o transporte de moléculas e a modulação de vias que podem ser reguladas por miRNAs. Portanto, a partir de análises in silico de miRNAs no ambiente folicular é possível identificar moléculas e vias candidatas. Estes estudos são capazes de direcionar potenciais funções de miRNAs, porém não permitem a validação de sua ligação aos genes alvos. Sendo assim, a técnica de ensaio de luciferase é uma importante ferramenta para validar a ligação de miRNAs e a 3'UTR de genes alvos. A aplicação desta técnica possui grande impacto no desenvolvimento de estudos funcionais com miRNAs, pois garante a ligação do miRNA à alvos específicos. Desta maneira, a utilização desta técnica permite maior credibilidade aos estudos realizados. Em conclusão, miRNAs são importantes alvos de estudos em processos reprodutivos. Porém, a interpretação de suas funções permanece abrangente necessitando da utilização de técnicas mais refinadas, como o ensaio de luciferase para o desenvolvimento de estudos funcionais mais precisos. (AU)