Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação dos parâmetros farmacocinéticos da doxiciclina em diferentes fluidos biológicos e seu efeito isolado ou em associação com TRAF-6 RNAi sobre a osteoclastogênese e na diferenciação osteoclástica mediada por RANKL

Processo: 05/54580-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Pedro Luiz Rosalen
Beneficiário:Gilson Cesar Nobre Franco
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Doxiciclina   Osteoclastos   Receptor ativador de fator nuclear kappa-B   Interferência de RNA   Osteoclastogênese   Osteoprotegerina   Fator 6 associado a receptor de TNF

Resumo

A efetividade dos agentes antibacterianos depende de suas características farmacocinéticas e farmacodinâmicas. A doxiciclina (DX) é empregada na doença periodontal, não somente pelas atividades antimicrobianas, mas por sua capacidade de inibir a reabsorção óssea. Evidências atuais indicam que várias proteínas estão envolvidas neste processo, destacando-se: RANKL, TRAF-6, Anidrase Carbônica-II (AC-II), MMP e a TRAP. O uso de RNA interferência para TRAF-6 (TRAF-6 RNAi) tem se mostrado eficiente no tratamento da reabsorção óssea. O objetivo deste trabalho será determinar os parâmetros farmacocinéticos da DX nos fluidos biológicos e avaliar o seu efeito isolado ou em associação com TRAF-6 RNAi na osteoclastogênese e diferenciação osteoclástica. Para o estudo da cinética, a DX foi administrada a 12 voluntários e amostras de sangue, saliva e FG foram coletadas, e estão sendo analisadas por Bioensaio e CLAE (Processo Fapesp 03/09828-0). O efeito da DX isolada ou em associação com TRAF-6 RNAi sobre a osteoclastogênese e diferenciação osteoclástica será avaliado através de testes in vitro (contagem de células TRAP(+) e monitoração da expressão de mRNA para MMP-9, TRAP e AC-II por RT-PCR e testes in vivo (ratos), nos quais, após a indução da doença periodontal, será administrado DX e TRAF-6 RNAi, e se realizará a avaliação da atividade das MMPs por Zimograma e quantificação das células osteoclásticas TRAP(+). Será mensurada as citocinas pró-inflamatórias pelo sistema Luminex. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRANCO, Gilson Cesar Nobre. Analise da farmacocinetica e dos indices PK/PD da doxiciclina no plasma, fluido gengival e saliva e avaliação de seu efeito sobre a osteoclastogenese mediada por RANKL. 2007. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.