Busca avançada
Ano de início
Entree

O planejamento urbano em curitiba: instrumento ideologico de producao e segregacao da moradia informal.

Processo: 05/01122-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:João Sette Whitaker Ferreira
Beneficiário:Aline Figueiredo de Albuquerque
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ideologia   Produção do espaço   Política habitacional   Política urbana   Planejamento territorial urbano

Resumo

A cidade de Curitiba tornou-se conhecida nacional e internacionalmente pelo aparente bom resultado da gestão e do planejamento urbano praticados no Município. A idéia de que o planejamento urbano de Curitiba deu certo, longe de estar pautada nas transformações urbanas concretas da cidade, foi e ainda é um dos principais produtos resultantes de um processo social de construção e consolidação da imagem – tornada dominante – da cidade de Curitiba (SÁNCHEZ, 1997). Sob os títulos de capital de Primeiro Mundo, capital ecológica, cidade modelo e outros, Curitiba consolidou com representativo sucesso a idéia de uma cidade que não apresenta conflitos e contradições urbanas devido a qualidade técnica do planejamento urbano municipal. É neste contexto que se insere a pesquisa aqui apresentada. Primeiramente busca-se investigar o fenômeno da informalidade da moradia, considerando que se trata de um fenômeno urbano específico da sociedade capitalista brasileira e, portanto, Curitiba como uma metrópole necessariamente brasileira, ao contrário do que sua imagem consolidou, se insere nesta realidade. Neste sentido a pesquisa analisará o processo de produção e reprodução da moradia informal, identificando suas origens, conflitos e contradições. O objetivo central do projeto é, a partir do reconhecimento da existência da informalidade da moradia no contexto metropolitano de Curitiba, explicitar de que forma a atuação do planejamento urbano efetivou, através de políticas públicas, o ocultamento, a produção e a segregação da moradia informal na RMC. Neste sentido, o projeto parte do pressuposto que se trata de um fenômeno ideológico, pois a idéia da cidade, disseminada pela sua imagem, vem omitindo sua realidade urbana concreta.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALBUQUERQUE, Aline Figueiredo de. A questão habitacional em Curitiba: o enigma da cidade modelo. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.