Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre a utilização de recursos vegetais a partir da análise de microfósseis dentais em dois sambaquis: jaboticabeira II e Moraes

Processo: 05/51710-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Sabine Eggers
Beneficiário:Celia Helena Cezar Boyadjian
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Antropologia biológica

Resumo

Muito pouco se sabe sobre a utilização de plantas pelos grupos construtores dos sambaquis, principalmente porque os macro vestígios vegetais dificilmente se preservam nesses sítios arqueológicos brasileiros, limitando as investigações sobre o uso desses recursos. A solução para esse problema é a utilização da análise de cálculo dental, um método relativamente novo e ainda pouco utilizado. Microfósseis que se originam de plantas ingeridas em vida ficam retidos na matriz do cálculo dos indivíduos que, processado quimicamente, permite a extração e análise desses vestígios vegetais. Mas, em alguns sítios, os depósitos de cálculo dental dos indivíduos não são suficientes para serem processados. Pensando nisso, está em desenvolvimento uma nova técnica,- a "Lavagem dos Dentes", a qual permite a extração dos microfósseis dentais nesses casos. O presente trabalho contribuirá com o desenvolvimento e o teste dessa nova e promissora metodologia para reconstrução de paleodieta, além de fornecer dados para enriquecer a discussão sobre a subsistência de grupos humanos provenientes de dois tipos distintos de sambaquis: os litorâneos, exemplificados através de Jaboticabeira II, e os fluviais, exemplificados por Moraes. (AU)