Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos do precondicionamento atraves de crises epilepticas de curta duracao na epilepsia induzida em um modelo de status epilepticus.

Processo: 05/52612-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:João Pereira Leite
Beneficiário:Graziela Lima Bachiega
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fármacos neuroprotetores   Neuroproteção   Epilepsia do lobo temporal   Pilocarpina   Ácido caínico

Resumo

A Epilepsia do Lobo temporal (ELT) é o tipo mais comum de epilepsia focai em adultos, responsabilizando-se por pelo menos 40% de todos os casos. Na ELT as alterações histopatológicas mais freqüentemente encontradas são a Esclerose Hipocampal (EH), e o brotamento anormal das fibras musgosas na camada molecular interna da fascia dentata. Estas alterações podem contribuir para a excitabilidade anormal do hopocampo na ELT. Estudos experimentais têm demonstrado que a aplicação de estímulos estressantes, em baixa intensidade, pode conferir proteção neuronal a um estímulo subseqüente, de maior intensidade. Esta condição, denominada precondicionamento, pode ser observada em modelos animais submetidos à isquemia ou após a indução crises epilépticas de longa duração. Embora alguns mecanismos envolvidos na neuroproteção decorrente do precondicionamento tenham sido apontados, as repercussões a longo prazo e a contribuição deste para o desenvolvimento de epilepsia crônica ainda não estão bem estabelecidos. Os objetivos do presente estudo são 1) verificar quais os efeitos do precondicionamento no desenvolvimento do status epilepticus (SE) induzido por Litio-pilocarpina, e na progressão comportamental da epilepsia, e 2) verificar se o precondicionamento protege regiões vulneráveis do hipocampo dos efeitos do SE. Para isso utilizaremos técnicas de análise comportamental, e as histoquímicas de Fluro Jade B. neo-Timm, e Violeta de Cresil. (AU)