Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos taxonômicos em parmotrema s.1.(parmeliaceae, ascomycota lique nizados com ácido salazinico

Processo: 05/53740-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Marcelo Pinto Marcelli
Beneficiário:Adriano Afonso Spielmann
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo   Líquens   Parmeliaceae

Resumo

Os gêneros Canomaculina, Parmotrema e Rimelia já fizeram parte do grande gênero Parmelia, e com exceção de poucas espécies de Canomaculina, também já foram tratados como Parmotrema. Atualmente, a delimitação destes gêneros ainda é bastante controversa, já que não apresentam limites nítidos e constituem entidades bastante heterogêneas. Dentro destes gêneros, há um grupo aparentemente bem delimitado de espécies que apresentam como característica comum a presença de ácido salazínico na medula e que compartilham padrões morfológicos e de distribuição semelhantes. Destas espécies com ácido salazínico, 69 são conhecidas mundialmente e somente 15 são referidas para São Paulo, um número bem abaixo do esperado visto que para outros estados como Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul diversas outras espécies são mencionadas. Este projeto tem como objetivo realizar um estudo taxonômico das espécies com ácido salazínico pertencentes aos gêneros Canomaculina, Parmotrema e Rimelia no Estado de São Paulo, buscando esclarecer limites específicos e genéricos e será realizado com base em material disponível em herbário e em coletas de campo de áreas representativas das formações vegetais paulistas. A tese produzida terá a forma básica de flora, com chaves de identificação, descrições técnicas detalhadas e ilustrações para todos os táxons. O trabalho também contará com criteriosa revisão taxonômica das espécies encontradas, incluindo análises de material-tipo, e um estudo morfológico minucioso das características consideradas de importância taxonômica no grupo, cuja interpretação tem sido objeto de muita confusão na literatura, dificultando a delimitação dos táxons a nível específico e genérico. (AU)