Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e caracterização de adesina de Paracoccidioides Brasiliensis ligante de fibronectina

Processo: 05/53477-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Maria José Soares Mendes Giannini
Beneficiário:Fabiana Cristina Donofrio
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/07306-3 - Eventos de sinalização na interação de Paracoccidioides brasiliensis com células epiteliais e células mononucleares envolvidas na resposta imune, AP.TEM
Assunto(s):Matriz extracelular   Adesinas   Paracoccidioides brasiliensis   Anticorpos monoclonais   Virulência

Resumo

A complexidade de interações entre Paracoccidioides brasiliensis e o hospedeiro humano sugere que o fungo apresenta mecanismos diversos que o habilitam adaptar-se à diversidade de sítios no hospedeiro. P. brasiliensis tem a capacidade de invadir células epiteliais de linhagens humanas e animais, e de aderir a componentes da matriz extracelular (MEC), como colágeno tipo I e IV, laminina, fibronectina e entactina. A glicoproteína de 43 kDa de P. brasiliensis tem sido implicada como ligante para laminina e fibronectina, além de outras adesinas com massa molecular de 30 kDa, que se liga a laminina, e dois polipeptídeos com massas moleculares de 19 e 32 kDa capazes de interagir com proteínas da MEC como laminina, fibronectina e fibrinogênio. O aspecto central deste projeto é ampliar estudos existentes em nosso laboratório sobre moléculas de P. brasiliensis prováveis alvos de interação do fungo com o hospedeiro humano. O desenvolvimento e emprego de anticorpos monoclonais são de grande importância para o conhecimento do papel das adesinas na interação do fungo com as células epiteliais do hospedeiro, nos mecanismos de invasão, bem como no imunodiagnóstico. Os ligantes de fibronectina tem sido pouco estudados e assim, pretende-se caracterizar a(s) adesina(s) envolvida(s) na interação fungo-célula, com ênfase neste componente da matriz extracelular. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DONOFRIO, Fabiana Cristina. Isolamento e caracterização parcial de adesina de Paracoccidioides brasiliensis ligante de fibronectina. 2007. 134 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.