Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da AMPK hipotalâmica no desenvolvimento da anorexia de ratos com Tumor de Walker

Processo: 05/01184-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 30 de abril de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:José Barreto Campello Carvalheira
Beneficiário:Eduardo Rochete Ropelle
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo   Metabolismo   Caquexia   Neoplasias   Proteínas quinases ativadas por AMP   Transdução de sinais   Anorexia

Resumo

A síndrome anorexia-caquexia é desencadeada por uma inter-relação complexa de variáveis metabólicas e comportamentais que se correlacionam com prognósticos ruins e comprometimento da qualidade de vida (Bruera, 1997; Larkin, 1998; Tisdale, 1997). Ocorre a hipótese de que a síndrome anorexia-caquexia seja causada pela ação das citoquinas no sistema nervoso central (SNC), abrindo novas perspectivas para o melhor entendimento desse mecanismo.Altos níveis circulantes de são encontrado em alguns, mas não todos, pacientes com câncer, e os níveis dessas citoquinas se correlacionam com a progressão do tumor (Matthys and Billiau, 1997; Moldawer et al., 1992; Noguchi et al., 1996). Postula-se que numerosas citoquinas (TNF-, IL-1, IL-6, IFN-) participem da síndrome anorexia-caquexia observada em pacientes com câncer. As citoquinas podem ser liberadas na circulação e transportadas para o cérebro através da barreira hematoencefálica e órgãos circunventriculares.Recentes estudos descreveram de forma independente que a proteína AMPK, a chave mestra do controle da homeostase energética intracelular (Hardie and Carling, 1997), poderia também regular a ingestão alimentar (Andersson et al., 2004; Kim et al., 2004; Minokoshi et al., 2004). Fatores orexigênicos como o AICAR e a grelina fosforilam (ativam) a AMPK hipotalâmico que fosforila (inativa) o Acetil CoA carboxilase (ACC), reduzindo a produção de malonil-CoA e aumentando a ingestão alimentar (Andersson et al., 2004). Apesar da importância da IL-1 no desenvolvimento da síndrome anorexia-caquexia pouco se conhece a respeito das vias intracelulares da IL-1 que modulam o apetite no hipotálamo. Assim o objetivo desse projeto será caracterizar a participação no desenvolvimento de caquexia da ACC e AMPK no hipotálamo de ratos com tumor de Walker.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ROPELLE, Eduardo Rochete. Papel da AMPK hipotalamica no desenvolvimento da anorexia em ratos com tumor de Walker-256. 2007. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.