Busca avançada
Ano de início
Entree

Homeostase de Ca2+ e apoptose em células de tumor de próstata LNCaP expostas a estatinas

Processo: 05/57334-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Aníbal Eugênio Vercesi
Beneficiário:Kívia Aparecida Pontes de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/08514-1 - Metabolismo energético e estresse oxidativo na morte celular, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Inibidores de hidroximetilglutaril-CoA redutases   Apoptose   Cálcio

Resumo

Estatinas são drogas amplamente utilizadas em terapias para redução do nível de colesterol plasmático. Estudo sobre o efeito em longo prazo do uso de estatinas evidenciou diminuição da incidência de câncer em seus usuários. Algumas estatinas induzem apoptose em células tumorais, mas o seu mecanismo de ação ainda é pouco conhecido. Segundo dados da literatura, esse mecanismo parece estar relacionado com a atividade da via mitocondrial da morte celular por apoptose. Resultados do nosso laboratório também demonstraram que estatinas induzem diretamente a permeabilização da membrana (processo denominado mitochondrial permeability transition) de mitocôndrias hepáticas isoladas em um processo dependente Ca2+ e de oxidação de grupos tióis de proteínas. A transição de permeabilidade mitocondrial é uma resposta ao aumento da concentração intracelular de Ca2+ associado a estresse oxidativo e um evento chave entre a sobrevida e a morte celular (necrótica ou apoptótica). O câncer de próstata é a terceira maior causa de morte por câncer no homem brasileiro. Drogas que induzem apoptose nas células desse tumor são uma alternativa para o seu controle. O objetivo do presente projeto é analisar o efeito de estatinas atorvastatina, lovastatina e sinvastatina sobre células de tumor de próstata LNCaP, com enfoque na inter-relação da homeostase de Ca2+ intracelular e função mitocondrial nos processos de proliferação e morte celular. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Kívia Aparecida Pontes de. Homeostase de CA2+ e função mitocondrial na morte de celulas de cancer de prostata induzida por estatinas. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.