Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de membranas de quitosanas recobertas com hidroxiapatita

Processo: 05/57003-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Anselmo Ortega Boschi
Beneficiário:Alexandre Félix Fraga
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/07297-0 - Desenvolvimento de materiais bioativos, AP.JP
Assunto(s):Biomateriais   Hidroxiapatita   Quitosana   Biomembranas

Resumo

A quitina e quitosana são polímeros atóxicos, biodegradáveis, biocompatíveis e produzidos por fontes naturais renováveis, cujas propriedades vêm sendo exploradas em aplicações industriais e tecnológicas. A quitosana é um biopolímero obtido da desacetilação da quitina, que é o maior constituinte de exoesqueletos de crustáceos e outros animais marinhos. Suas aplicações na área de biomateriais são: sistema de liberação controlada de fármacos, pele artificial, manufatura de lentes de contato, engenharia de tecidos, membranas artificiais, periodontia, ortopedia, entre outras. As cerâmicas de fosfato de cálcio têm merecido lugar de destaque entre as denominadas biocerâmicas por apresentarem ausência de toxicidade local ou sistêmica, ausência de respostas a corpo estranho ou inflamações, e aparente habilidade em formar ligação com o tecido hospedeiro. Sendo os tecidos humanos essencialmente materiais compósitos com propriedades anisotrópicas, o presente trabalho visa obter membranas de quitosana recobertas com hidroxiapatita utilizando o método biomimético, visando uma possível aplicação na área odontológica. As membranas de quitosana recobertas com hidroxiapatita serão caracterizadas mediante técnicas de análise química, microscopia eletrônica de varredura, difração de raios X, espectroscopia no infravermelho, além de técnicas que permitam obter informações tais como densidade, viscosidade, grau de desacetilação e peso molecular da membrana formada. (AU)