Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterizacao de atividade e expressao de metaloproteinases de matriz e seus inibidores reck e timp-2 em culturas organotipicas infectadas com papilomavirus humano (hpv).

Processo: 05/58885-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Silvya Stuchi Maria-Engler
Beneficiário:Laura Beatriz da Silva Cardeal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus   Invasão celular

Resumo

Os tumores da cérvice-uterina representam uma das principais doenças ginecológicas em mulheres na idade reprodutiva em todo o mundo, sendo o 2o câncer com maior número de mortes entre mulheres na faixa etária entre 20 aos 39 anos. O principal fator de risco para os tumores cervico-uterinos inclui a exposição ao vírus HPV, o vírus do papiloma humano, sendo que 99,7% dos carcinomas cervicais invasivos estão associados a este vírus. A transformação de uma lesão intraepitelial escamosa de baixo-grau (LSIL) em um carcinoma invasivo de cérvix uterina está acompanhada da degradação da matriz extracelular (MEC) devido à ação das metaloproteinases de matriz (MMP-2, MMP-9 e MMP-14) no processo de invasão e metástase. O gene supressor de metástase RECK codifica uma glicoproteína de membrana que é capaz de suprimir a metástase e a invasão tumoral através da regulação de metaloproteinases de matriz envolvidas em carcinogênese: MMP-2, MMP-9 e MMP-14. O objetivo deste projeto consiste em avaliar a atividade e a expressão das metaloproteinases 2, 9, e 14, e caracterizar a expressão do gene supressor de metástase RECK e do inibidor tecidual de metaloproteinases (TIMP-2), em modelo que mimetiza o tecido epitelial e o desenvolvimento de tumores utilizando linhagens infectadas com vírus HPV 16 em culturas organotípicas. Utilizaremos ensaios de real-time PCR, zimografia e imunohistoquímica. Conhecendo-se a ação de MMPs no processo invasivo e do poder inibitório das proteínas RECK e TIMP-2, poderemos contribuir através deste estudo para expansão da correlação entre invasividade e expressão destes genes em neoplasias do epitélio do colo do útero na presença e ausência do vírus HPV. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA CARDEAL, LAURA BEATRIZ; BOCCARDO, ENRIQUE; TERMINI, LARA; RABACHINI, TATIANA; ANDREOLI, MARIA ANTONIETA; DI LORETO, CELSO; LONGATTO FILHO, ADHEMAR; VILLA, LUISA LINA; MARIA-ENGLER, SILVYA STUCHI. HPV16 Oncoproteins Induce MMPs/RECK-TIMP-2 Imbalance in Primary Keratinocytes: Possible Implications in Cervical Carcinogenesis. PLoS One, v. 7, n. 3 MAR 16 2012. Citações Web of Science: 34.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.