Busca avançada
Ano de início
Entree

Ocorrência de organoclorados em toninha, Pontoporia Blainville (Mammalia: Cetacea), coletados na Baixada Santista, Sudeste do Brasil

Processo: 05/57431-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Química
Pesquisador responsável:Rosalinda Carmela Montone
Beneficiário:Mariana Batha Alonso
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09932-1 - A influência do complexo estuarino da Baixada Santista sobre o ecossistema da plataforma adjacente (ECOSAN), AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Bioacumulação   Baixada Santista (SP)

Resumo

A contaminação ambiental é um dos maiores riscos atuais e futuros ao equilíbrio dos sistemas continentais e costeiros. Os poluentes orgânicos persistentes (como pesticidas clorados - DDTs, HCHs, HCB - e bifenilas policloradas - PCBs) são um dos principais grupos de poluentes que afetam os ecossistemas devido a sua grande persistência no ambiente e toxicidade para os organismos. Devido aos processos de bioacumulação e biomagnificação ao longo da cadeia trófica os organismos como os mamíferos marinhos são os mais afetados por esses compostos podendo ser encontrados em concentrações dez milhões de vezes a sua concentração na água. A toninha, Pontoporia blainvillei, é um cetáceo costeiro, topo de cadeia trófica, e o único golfinho brasileiro considerado ameaçado de extinção, por conta das atividades antrópicas. Está sujeita ao acúmulo de compostos organoclorados no ambiente marinho costeiro, uma vez que possui processos de excreção pouco eficientes e baixa metabolização dos contaminantes, favorecendo o acúmulo junto ao tecido adiposo e conseqüentemente aos efeitos tóxicos. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é avaliar a ocorrência de organoclorados em indivíduos de Pontoporia blainvillei coletados na região da Baixada Santista, SP; local de contaminação química ambiental e relacionar os valores encontrados com dados de maturidade, idade, sexo e contribuir com o estudo da distribuição destes compostos em mamíferos no Atlântico Sul-Ocidental e sua distribuição global. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALONSO, Mariana Batha. Organoclorados em Toninhas, Pontoporia blainvillei (MAMMALIA: CETACEA) da região costeira do Estado de São Paulo, Brasil. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.