Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da interleucina-1 beta na fase aguda do modelo de epilepsia do lobo temporal induzido pela pilocarpina

Processo: 05/59810-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2006
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Vinicius D'Avila Bitencourt Pascoal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/13424-1 - Identificação e caracterização das etiologias, mecanismos de lesão, disfunção neuronal e defeitos moleculares na epilepsia de lobo temporal mesial e sua relação com a resposta ao tratamento, AP.TEM

Resumo

As epilepsias afetam aproximadamente 2% da população mundial. Dentre as diferentes síndromes epilépticas descritas, a epilepsia de lobo temporal (ELT) é a mais freqüente, representando 40% dos casos, os quais são freqüentemente refratários ao tratamento clínico. Uma das ferramentas mais utilizadas para tentar compreender a fisiopatologia da ELT são modelos experimentais, os quais apresentam epileptogenicidade similar àquela observada em tecidos "epilépticos" humanos quando estudados ex vivo. Dentre os vários modelos disponíveis, aquele induzido pela pilocarpina, além de muito bem estabelecido em nosso meio, tem ampla caracterização molecular, histológica, fisiológica e fenomenológica. Estudos moleculares prévios nesse modelo experimental já demonstraram o aumento da expressão de vários genes durante a fase aguda (fase de estado de mal epiléptico), porém, permanece ainda obscuro, quais desses genes e/ou vias de sinalização poderiam ser críticos para a determinação das lesões (morte celular em regiões hipocampais específicas determinando a chamada esclerose mesial temporal) a responsáveis pela epileptogênese na fase crônica do modelo (crises parciais complexas espontâneas). Baseando-nos nesses achados prévios propomos investigar diretamente o papel dos genes interleucina1- (IL-), do fator de transcrição (NFkB) e da ciclooxigenase-2 (COX-2) envolvidos no aumento da liberação de glutamato observado durante a fase aguda do modelo da pilocarpina. Nossa estratégia experimental será baseada no silenciamento. (AU)