Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e caracterização de amostras de Arcobacter spp em sistemas intensivos de produção de suínos e abatedouros

Processo: 07/01636-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Andrea Micke Moreno
Beneficiário:Debora Dirani Sena de Gobbi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Eletroforese em gel de campo pulsado   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Zoonoses   Suínos   Microbiologia

Resumo

O gênero Arcobacter possui cinco espécies e pertence à família Campylobacteriaceae. As espécies A.butzleri, A.cryaerophilus e A. skirrowii estão relacionadas com infecções em seres humanos e em animais de produção. Por muitos anos estes agentes foram tratados como pertencentes ao gênero Campylobacter e seu isolamento foi prejudicado pelas exigências diferenciadas de seu crescimento in vitro. A presença do agente em produtos de origem animal tem sido relatada, principalmente em aves. O presente estudo tem por objetivo avaliar a presença do agente em carcaças, fezes e cortes de carne suína, colhidas em abatedouros e estabelecimentos de comercialização de carne resfriada. Serão determinadas as espécies mais freqüentes e os isolados serão genotipados através da eletroforese de campo pulsado. O presente estudo fornecerá importantes informações sobre o papel do suíno como fonte de infecção do Arcobacter spp. para os seres humanos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.