Busca avançada
Ano de início
Entree

SIG e sensoriamento remoto aplicado ao estudo da dinâmica de inundação de uma área da planície fluvial do Alto Paraná, Centro Sul do Brasil

Processo: 07/01863-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geodésia
Pesquisador responsável:Nilton Nobuhiro Imai
Beneficiário:Tiago Matsuo Samizava
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Planícies   Inundações   Áreas de conservação   Monitoramento ambiental   Geoprocessamento   Sensoriamento remoto

Resumo

A planície de inundação do Alto curso Rio Paraná constitui em um dos poucos sistemas rio-planície de inundação livre de barragens, que preserva características da fauna e flora bastante próximas ao original. Devido a sua grande importância, está inserido no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinheima, do governo de Mato Grosso do Sul, constituindo-se ainda uma Área de Proteção Ambiental (APA). Nesse sentido, sua dinâmica ambiental deve ser melhor entendida, visando aperfeiçoar/otimizar o manejo dessas áreas. Métodos de monitoramento com respostas rápidas e eficientes devem ser avaliados. Nesse contexto, o monitoramento por sensores remotos aliados com levantamentos de campo podem fornecer dados espaciais de áreas úmidas caracterizadas pelo difícil acesso. Com a capacidade atual de obter imagens multiespectrais de alta resolução espacial e imagens multiespectrais de diversos momentos no tempo, graças aos sensores instalados em plataformas orbitais e plataformas aéreas é possível representar ou modelar, com maior nível de detalhes que no passado, regiões como essas em bases de dados geográficos de um SIG. Para tanto, trabalhos de campo são imprescindíveis para averiguação e subsidio dessas aplicações em SIG. Porém, a análise desses sistemas é complexa devido as inúmeros condicionantes inerentes à sua dinâmica. Partindo-se da hipótese de que alguns fatores podem indicar alguns padrões espaciais dessa dinâmica de inundação pretende-se obter uma representação da superfície do terreno, para análise de locais potenciais a inundação; avaliação das características limnológicas da água e o mapeamento da cobertura vegetal procurando associar alguns padrões de homogeneidade. Por fim, pretende-se contribuir para o entendimento da dinâmica de inundação da planície para fins de manejo e monitoramento. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SAMIZAVA, Tiago Matsuo. SIG e sensoriamento remoto aplicado ao estudo dos processos de inundação e mapeamento da cobertura vegetal na planície fluvial do alto Rio Paraná. 2009. 171 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Faculdade Ciências e Tecnologia. Presidente Prudente.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.