Busca avançada
Ano de início
Entree

Equivalência de estímulos e aprendizagem de leitura e escrita em crianças com deficiência mental

Processo: 06/53206-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Júlio César Coelho de Rose
Beneficiário:Maria Clara de Freitas
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09928-4 - Relações emergentes entre estímulos e função simbólica: implicações para o comportamento, o conhecimento e o ensino, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Inclusão   Leitura e escrita   Deficiência mental   Alfabetização

Resumo

Inquestionável é a importância da leitura e escrita para todos os indivíduos na sociedade atual, no entanto, repetidamente o sistema escolar tem produzido fracassos na aquisição destes repertórios. Tal fato se agrava quando crianças com deficiência mental são inseridas na rede regular, pois a falta de conhecimento acerca de suas reais possibilidades de ensino e a dificuldade em empreender um treinamento eficaz de habilidades acadêmicas acabam por gerar a crença de que são incapazes de aprender. Por outro lado, estudos em equivalência de estímulos têm demonstrado repetidamente a aplicabilidade de procedimentos baseados neste paradigma a indivíduos com deficiência mental, bem como a eficácia de metodologias similares no ensino de habilidades rudimentares de leitura e escrita a outras populações, como pré-escolares e crianças com atraso na alfabetização. O presente estudo pretende adaptar para crianças com deficiência mental, inseridas na rede regular, um programa de ensino de habilidades de leitura e escrita, de eficácia amplamente documentada em crianças com história de fracasso escolar. Tal programa se fundamenta no paradigma de Equivalência de Estímulos e objetiva instalar a aprendizagem de habilidades de reconhecimento de palavras, leitura com compreensão e escrita, através de procedimentos informatizados de emparelhamento com o modelo, exclusão, cópia construída e recombinação de unidades. (AU)