Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das mudanças climáticas na produtividade e oferta da água: uma investigação para os agroecossistemas de São Paulo

Processo: 06/50924-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Humberto Ribeiro da Rocha
Beneficiário:Jônatan Dupont Tatsch
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/09289-9 - Interação biosfera-atmosfera - Fase 2: cerrados e mudanças de uso da terra, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Agrometeorologia   Mudança climática   Uso do solo   Ciclo hidrológico   Água   Interação biosfera-atmosfera

Resumo

A motivação deste trabalho é a investigação das consequências para a produtividade da biosfera, das mudanças climáticas resultantes do uso da terra, na escala regional, e das mudanças climáticas resultantes dos fenômenos de escala global. O entendimento da funcionalidade hídrica e dos ciclos biogeoquímicos dos ecossistemas brasileiros é uma das formas de se esclarecer estas questões. Este plano irá promover uma investigação nos agroecossistemas de cana-de-açúcar e eucalipto, comparando-os com o Cerrado, no estado de São Paulo. O plano está envolvido no andamento de um experimento de campo que realiza o monitoramento dos fluxos superfície-atmosfera de energia, água e CO2 em torres de fluxos, apoiado por recursos e orientação técnica do Projeto Temático da FAPESP "Interação Biosfera-Atmosfera Fase 2: Cerrados e Mudanças de Uso da Terra". Adicionalmente, o plano de trabalho comporá métodos de simulação numérica, onde se pretende desenvolver a validação regional de um modelo biosfera-hidrosfera (SiB2-Hydra) para os três ecossistemas investigados. Com a ferramenta numérica, serão feitas simulações que possam prover o aumento da previsibilidade da produtividade e dos recursos hídricos na escala regional, em função da variação dos controles climáticos sob várias escalas de tempo (horário sazonal e interanual). (AU)