Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica da proliferação de células-tronco induzida por radiação laser em modelo animal

Processo: 05/03770-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Egberto Munin
Beneficiário:Allison Gustavo Braz
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil

Resumo

A presente proposta de trabalho vem dar continuidade à pesquisa já financiada pela Fapesp via processo 2001/12754-2. Em etapa anterior foi estudado o efeito biomodulador do laser de baixa potência no processo regenerativo de planárias (Dugesia tigrina). A regeneração foi analisada em três etapas: 4° dia; 7° dia e 15° dia com irradiações a cada 24 horas. A proposta do presente trabalho é investigar a dinâmica de proliferação de células-tronco (neoblastos) em Dugesia tigrina na fase inicial do processo regenerativo, ou seja, durante os seis primeiros dias de regeneração, quando a influência da radiação óptica não ionizante é mais intensa. Propõe-se também conduzir um estudo comparativo para avaliar a resposta proliferativa em dois comprimentos de onda, um no visível (685 nm) e outro no infra-vermelho (780 nm). Pretende-se que estes estudos sejam úteis para a caracterização da regeneração tecidual, e que os experimentos apresentem potenciais de impacto no desenvolvimento de órgãos artificiais e engenharia de tecidos. O estudo de organismos pluricelulares simples, mas que já apresentam capacidade de resposta fisiológica à estímulos externos, pode resultar em modelos extensíveis a organismos de maior complexidade. Serão utilizadas técnicas morfométricas e histológicas para análise. Espera-se ao término dos experimentos propostos ter-se detalhado a dinâmica de proliferação de células indiferenciadas em planárias Dugesia tigrina, na fase inicial do processo regenerativo, bem como ter identificado as condições gerais para ocorrência da máxima resposta proliferativa celular. As informações obtidas nortearão todos os experimentos futuros, nos quais poderão ser explorados os aspectos fotofísicos e bioquímicos da interação da luz com as células indiferenciadas. O presente trabalho proporcionará também subsídios para experimentos futuros que poderão ser conduzidos com outras técnicas, como por exemplo, ensaios imuno-histoquímicos e de expressão gênica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.