Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação da imunorreatividade da prostaglandina e2(pge2) no diagnóstico e prognóstico das neoplasias de mamas em fêmeas de cães (canis familiaris, Linnaeus, 1758)

Processo: 05/03315-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Carlos Roberto Daleck
Beneficiário:Fábio Rodrigues da Motta
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica   Dinoprostona   Neoplasias   Cães   Neoplasias mamárias

Resumo

Pensando na contribuição ao estudo da oncologia humana e no aumento da sobrevida de cadelas com câncer de mama o objetivo deste trabalho é investigar a correlação da imunorreatividade da prostaglandina E2 (PGE2) no diagnóstico e prognóstico das neoplasias mamárias. O estudo será realizado com 90 amostras de neoplasias de mama de cadelas que foram atendidas nos anos de 2000 e 2001 e que vêem sendo acompanhadas semestralmente. Este material será dividido em seis grupos de 15 amostras, de acordo com a classificação histopatológica do tumor (adenoma, adenocarcinoma, tumor misto benigno, tumor misto maligno, carcinoma inflamatório e adenocarcinoma metastático). O Grupo Controle terá 15 amostras de tecido mamário sem alterações patológicas. A expressão da PGE-2 deverá ser avaliada através do exame de imunoistoquímica de acordo protocolo do Laboratório de Imunoistoquímica da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Unesp – Campus de Botucatu. Caso evidencie-se a expressão da PGE-2 no tecido neoplásico, será pesquisado a correlação desta prostaglandina com o prognóstico dos animais. Os resultados obtidos serão analisados dentro do contexto do diagnóstico tumoral pela Regressão Logística Nominal e do prognóstico do paciente, através da Regressão Logística Binária.