Busca avançada
Ano de início
Entree

Do Quarto de Despejo para a Cidade de Deus: o estigma da marginalidade social como bem simbólico

Processo: 06/55449-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Elide Rugai Bastos
Beneficiário:Mário Augusto Medeiros da Silva
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Marginalidade social   Relações étnicas e raciais   Literatura brasileira

Resumo

A ideia central desse projeto é partir do estudo de uma produção contemporânea de livros e temáticas no âmbito literário, que têm recebido as designações de Literatura Marginal e Literatura Negra, entre outras acepções. Os escritores que se pretende estudar são: Carolina Maria de Jesus, Paulo Lins, Ferréz e o grupo Quilombhoje Literatura. São autores individuais e grupos literários que têm em comum determinadas atribuições de estigmas de classe, origem, condição e grupo social. Interessa-se em questionar a partir disso: 1) o que está sendo tematizado por esses autores nas narrativas de suas obras, podendo se tornar um discurso de uma classe ou fração de classe social; 2) de que maneira eles se apresentam como uma variante no campo literário - ou se constituem enquanto uma esfera no campo - e quais suas ligações com o sistema literário; 3) de que forma seus estigmas contribuem para uma autonomização do campo e os tornam possíveis enquanto sujeitos sociais, autores e obras na sociedade e literatura brasileira; e, 4) quais os alcances e os limites da manipulação da estigmatização da marginalidade e da exclusão social enquanto um fim e um meio (bens simbólicos) para ações sociais no sistema que justamente os marginaliza. Com isso, visa-se contribuir ao debate sociológico no que se refere aos estudos de Sociologia da Literatura e Pensamento Social, Marginalidade e Exclusão Social, Estigma e Identidades. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Literatura negra brasileira tem fortes relações com as Ciências Sociais  

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Mário Augusto Medeiros da. A descoberta do insólito : literatura negra e literatura periférica no Brasil (1960-2000). 2011. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.