Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos estruturais de septina humana sept 11

Processo: 06/52981-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Richard Charles Garratt
Beneficiário:Caroline Hoff Risseti
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Septinas   Fluorescência   Dicroísmo circular

Resumo

Septinas constituem uma família de proteínas de ligação a GTP que estão presentes em levedura Saccharomyces cerevisiae e em outros eucariotos com exceção de plantas. Septinas são purificadas de leveduras, Drosophila e cérebros de mamíferos na forma de hetero-filamentos, porém o mecanismo através do qual acorre à formação destes filamentos ainda não é muito bem compreendido. Septinas são constituídas de três regiões principais: um N-terminal variável, um domínio central GTPase altamente conservado e um domínio coiled-coil C-terminal. Como proposta deste projeto de pesquisa, pretende-se clonar, expressar e purificar a septina humana SEPT11 para subseqüente análise estrutural. A proteína SEPT11 é descrita como presente em complexos com outras septinas na formação de hetero-filamentos e acredita-se estar envolvida no transporte tubular e filtração glomerular nos rins. O estudo da SEPT11 é de grande interesse, considerando-se que a maioria das septinas humanas está relacionada com processos patológicos. Assim, através da caracterização estrutural da septina SEPT11 pretendemos compreender melhor o papel biológico desta molécula. (AU)